Províncias

Curso de Medicina satisfaz estudantes

A população estudantil do Uíge manifestou-se satisfeita pela introdução, no presente ano académico, do curso de Medicina na Universidade Kimpa Vita.

Em declarações à Angop, os estudantes consideram um importante progresso para o sistema de saúde da província a introdução do curso de Medicina, uma vez que a formação de médicos vai melhorar a qualidade da assistência sanitária.
João Mayamona, técnico de saúde no Hospital Central do Uíge, afirmou que o curso de Medicina na Universidade Kimpa Vita, além de ser uma vitória para a província, demonstra a atenção do Executivo na melhoria do processo de assistência médica e medicamentosa da população.
“A introdução do curso de Medicina na universidade é mais uma vitória e um orgulho para todos nós, pelo facto de trazer valências para o sector da Saúde”, disse.
Gizela da Ressurreição, finalista do Ensino Médio, considera o novo curso mais uma oportunidade que vai fazer com que muitos quadros locais não abandonem a província para se formarem em Medicina.
A inexistência deste curso fazia com que muitos jovens abandonassem a província para se formarem em Malanje, Luanda e Cabinda.
Albertino António afirmou que o curso de Medicina vem, mais uma vez, diversificar as opções de formação de muitos jovens.
Fontes da Universidade Kimpa Vita referiram estarem criadas as condições materiais e humanas para o arranque do curso de Medicina este ano.

Tempo

Multimédia