Províncias

Deficientes visuais são incentivados a aderir ao ensino

O responsável da Associação Provincial do Uíge dos Cegos e Amblíopes de Angola aconselhou sábado, no município da Damba, os portadores de deficiência visual a aderir ao subsistema para as pessoas nessa condição.

Fernando Dala, que falava à Angop no termo de uma visita ao município da Damba, disse que os portadores de deficiência visual podem aprender a ler e escrever através do método braille.
A Associação tem motivado muitos portadores de deficiências a partir para a luta no sentido de melhorar as suas vidas. Actualmente estão controlados 150 associados no município do Uíge, 115 no Bungo e 86 no Songo.
A Associação, por meio da cooperação com outras organizações, garante apoio médico e tem em carteira um projecto para a criação de um centro de reabilitação no município do Songo.
A directora da escola nº 86, Ariante Sanzamo, disse que a instituição que dirige controla quatro alunos portadores de deficiências, dos quais dois têm problemas visuais.
O administrador municipal adjunto da Damba, Zacarias Manuel, manifestou a disponibilidade das autoridades em colaborar em projectos que ajudem os portadores de deficiências no município.
Durante a sua permanência na Damba, Fernando Dala e os membros que o acompanharam fizeram demonstrações de como um cego pode ler e escrever através do sistema braille.
A delegação também visitou o Instituto Politécnico instalado na Damba, o centro de produção radiofónica, a escola nº 86 e o hospital municipal.   

Tempo

Multimédia