Províncias

Dezenas de docentes foram graduados

Valter Gomes | Negage

Um total de 89 jovens terminou o curso médio de formação de professores no município do Negage, informou o director da Escola de Formação de Professores do Futuro da Organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP).

Destacado o papel dos professores na transformação e progresso de uma sociedade que pretende progredir em várias áreas do saber
Fotografia: Paulo Mulaza

Mpaca Garcia João disse que a formação profissional e pedagógica dos novos professores durou três anos e foi assegurada por 30 docentes. “Os novos agentes do ensino mostraram-se preparados para trabalhar em instituições escolares do ensino primário instaladas nas zonas rurais e suburbanas”.
Mpaca Garcia João avançou que, desde a criação da instituição, em 2007, a Organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo no Uíge já lançou 514 professores para o mercado de trabalho, devidamente capacitados em matérias pedagógicas para o ensino das crianças nas escolas localizadas nas zonas mais recônditas da província.
O representante da Organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo em Angola, Jesper Bjerregaard Jensen, elogiou a determinação e a coragem que os recém-graduados demonstraram durante o período de formação.
“A nível do país temos 14 escolas de formação de professores do futuro, localizadas nas províncias do Bengo, Benguela, Cabinda, Luanda, Zaire, Bié, Malanje, Uíge, Cunene, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Cuando Cubango e Huambo”,  disse o director da Escola de Formação de Professores.
Jesper Jensen sublinhou que o papel do professor é cada vez maior frente  aos desafios da Humanidade. />O chefe do departamento de Ciências e Tecnologia da Direcção Provincial da Educação do Uíge, João Mazenzele, elogiou a colaboração  entre o Governo e a Organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo na formação qualificada de jovens para o exercício da docência.“É intenção do Governo desenvolver métodos mais adequados, para a formação contínua dos jovens, uma vez que o país necessita de técnicos bem formados em todos os domínios”, disse João Mazenzele, que acrescentou: “Não há verdadeira transformação ou progresso de uma sociedade sem um forte desenvolvimento no sector da educação, uma vez que o sector produz a diferença entre os homens”. Com  gestão da Organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP), em parceria com o Ministério da Educação, o curso de formação de professores do futuro é de nível médio e tem a duração de três anos.
A organização desenvolve 666 microprojectos comunitários de combate à várias doenças no seio da população.
A Organização Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP) funciona em Angola desde 1986 e já formou mais de oito mil professores.

Tempo

Multimédia