Províncias

Distribuídas viaturas a empresários do Uíge

José Bule e Valter Gomes | Uíge

O ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, entregou quarta-feira, no Uíge, mais de 40 automóveis diversos aos operadores económicos, empresários, jovens empreendedores e agricultores desta província, para os ajudar a aumentar a capacidade de transporte de pessoas e mercadorias.

Transporte de passageiros reforçado com um serviço de táxis personalizado
Fotografia: Domingos Nicolau

Entre os meios distribuídos estão seis camiões para o transporte de carga, dez autocarros que vão ajudar a melhorar os serviços de transportes públicos intermunicipais e interprovinciais e quatro tractores com alfaias agrícolas para os trabalhos no campo.
Os táxis foram distribuídos aos membros da Associação de Táxis Ana Uíge e os autocarros à empresa de transportes Avó Zua. Algumas associações agrícolas da província receberam tractores e as empresas Transaves e Emevita camiões.
“A província recebeu um conjunto de meios de transporte no âmbito do programa gizado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, para o aumento da capacidade de transportação de pessoas e mercadorias em todo o território nacional”, disse o ministro dos Transportes.
Augusto Tomás referiu que, no âmbito do mesmo programa, a província do Uíge recebeu nos últimos anos 437 viaturas, entre autocarros urbanos, intermunicipais e interprovinciais, camiões diversos, táxis, carrinhas, camionetas e motorizadas que contribuíram para o reforço da coesão entre o campo e a cidade.
De acordo com o ministro, os meios agora entregues reforçam a capacidade de transporte de bens diversos do campo para a cidade e vice-versa, fomentam o comércio rural e permitem o aumento da oferta de produtos no casco urbano e intermunicipal da província do Uíge.
“Esse exercício entre o campo e a cidade”, disse o ministro dos Transportes, “vai articular de modo mais decisivo a produção, a distribuição e o consumo”. O ministro pediu aos beneficiários para cuidarem da manutenção regular e rigorosa dos meios, para poderem cumprir com os objectivos preconizados.
“O sector privado da província tem aqui uma grande oportunidade de negócios, através da instalação de oficinas mecânicas”, salientou.

Tempo

Multimédia