Províncias

Doença bacteriana afecta gado bovino

Joaquim Júnior| Uíge

Uma doença do fórum bacteriano, conhecida por dermatofilose, provocou, na província do Uíge, a morte de mais de 500 animais, especialmente bovinos, disse o chefe do departamento dos serviços de veterinária da Direcção Provincial da Agricultura.

Alguns criadores recusam adoptar medidas de prevenção o que faz com que a doença ganhe proporções alarmantes nas comunidades
Fotografia: Eduardo Pedro

Abreu Camuilo afirmou que a doença, também denominada “estreptotricose cutânea”, é de carácter infecto-contagioso e ataca a pele de bovinos, ovinos, caprinos, suínos, cães, gatos e até o homem.
O responsável, que disse que as mortes dos animais se verificaram principalmente em fazendas de 13 dos 16 municípios, considerou a situação “bastante preocupante”.
O chefe do departamento dos serviços de veterinária da Direcção Provincial do Uíge da Agricultura referiu que os municípios que registam mais mortes de animais causadas pela doença são os de Negage, Bungo, Puri e Damba.
Abreu Camuilo afirmou que os médicos veterinários chegaram a conclusão que há perto de mil animais infectados de 97 fazendas, que estão a ser visitadas para os criadores serem informados sobre as medidas a observar para evitar a doença.
O responsável lamentou que alguns criadores recusem adoptar as medidas de prevenção, o que faz que a doença ganhe proporções alarmantes e os locais onde repousam os animais não reúnam as condições de higiene indispensáveis.
Por não haver nenhuma vacina, acrescentou o responsável, a prevenção limita-se ao isolamento dos animais infectados, bem como à desinfecção dos locais destianos aos animais.
Abreu Camuilo disse que os estudos apontam que a doença tem como agente infeccioso a bactéria dermatophilus congolensis, mas que também pode ser contraída devido a factores ambientais, como chuva, humidade e altas temperaturas, o que atinge a pele do animal e provoca inflamações, dificuldades de locomoção e a morte. A falta de um matadouro na província do Uíge faz com que os Serviços de Veterinária tenham dificuldade em controlar a qualidade da carne comercializada, muitas vezes imprópria para consumo.

Tempo

Multimédia