Províncias

Estado obsoleto da antiga rede afecta distribuição

Joaquim Júnior | Uíge

Cerca de 20 metros cúbicos de água provenientes da Estação de Captação, Tratamento e Distribuição são desperdiçados diariamente devido ao estado obsoleto da antiga rede e à má utilização dos equipamentos, disse um responsável do sector.

A Estação de Tratamento de Água, capaz de produzir diariamente 14 mil metros cúbicos, distribui apenas nove mil pela antiga rede que tem cerca de 150 quilómetros.
O chefe da Estação, que falava a um grupo de militantes da JMPLA que visitou a estação, afirmou que dos 4.800 metros cúbicos de água destinados todos os dias à cidade do Uíge e arredores se perdem cerca de 20. Amaral Campos referiu que o estado obsoleto da rede e a má utilização dos equipamentos prejudicam a distribuição de água.
O chefe da estação também lamentou o deficiente uso doméstico da água por “falta de informação sobre a utilização correcto das torneiras” e da importância de as não deixar abertas sem ser necessário.
Depois de concluídas as obras de requalificação da rede de distribuição de água potável, disse, é possível fazer milhares de ligações domiciliárias na cidade do Uíge e arredores, afirmou Amaral Campos.
O secretário para a informação da JPMLA no Uíge disse que a visita, enquadrada no programa de comemorações do 17 de Setembro, Dia do Herói Nacional, se destinou a conhecer o funcionamento da Estação de Tratamento e a dissipar dúvidas quanto à qualidade da água consumida e às dificuldades no fornecimento sobretudo na periferia”.
“Os jovens precisam de conhecer os esforços desenvolvidos para melhorar a vida da população”, declarou Januário Videira

Tempo

Multimédia