Províncias

Ex-estudantes em Cuba recordam a data

José Bule |Uíge

Centenas residentes na sede municipal do Dange-Quitexe, Uíge, aderiram à campanha de medição da tensão arterial, consultas médicas, distribuição de mosquiteiros e de sensibilização sobre a sida promovida pela Associação dos Ex-estudantes Angolanos em Cuba Caimaneros”.

Muitos habitantes do município aderiram à campanha de medição arterial promovidos por ex-estudantes em Cuba
Fotografia: José Bule|Uíge

A campanha, destinada a assinalar o 26 de Julho, Dia do Assalto ao Quartel de Moncada, teve a participação de cinco médicos cubanos que realizaram durante seis horas, no antigo mercado do Quitexe, consultas médicas grátis e mediram a tensão arterial de quem quis.
O director municipal da Saúde no Dange Quitexe, Kuavita Gabriel, que elogiou a iniciativa, disse que as unidades sanitárias do município atendem diariamente um grande número de pessoas com problemas de hipertensão e de diabetes e que por isso a ajuda dos médicos cubanos foi importante.
O Quitexe tem dois médicos e 62 enfermeiros, 12 postos e quatro centros médicos.
Kuavita Gabriel afirmou que o município do Dange-Quitexe está bem servido de ambulâncias e que Direcção da Saúde procura aumentar o número de técnicos nas unidades sanitárias.
“Necessitamos de médicos ginecologistas, pediátricos e ortopedistas, além de um grande número de enfermeiros para evitarmos a transferência de doentes graves para o hospital central do Uíge”, referiu.
As doenças diarreicas e respiratórias agudas, a par da malária, declarou, são as mais frequentes no município, embora os casos da última tenham diminuído bastante devido à criação de uma equipa móvel que realiza consultas e tratamentos médicos nas comunidades.
“Não podíamos deixar passar esta data em claro porque fomos para Cuba ainda adolescentes e sem qualquer formação e voltamos adultos e formados”, disse o delegado no Uíge da Caimaneros.
Pelos anos que passamos lá, salientou Carlos Augusto, consideramos Cuba a nossa segunda pátria”, sublinhou Carlos Augusto.   
No âmbito da comemoração do 26 de Julho, os ex-estudantes  vão também realizar-se campanhas de ofertas de sangue ao hospital central do Uíge, actividades recreativas e desportivas e uma visita ao Cuanza Norte.
A Caimaneros tem na província do Uíge mais de 70 associados, 30 dos quais devem participar na visita ao Cuanza Norte, bem como alguns médicos e professores cubanos.

Tempo

Multimédia