Províncias

Falta de professores no Instituto de Gestão

Nicodemos Paulo| Uíge

O Instituto Médio de Administração e Gestão do Uíge (IMAG) necessita de, pelo menos, 11 professores para preencher o quadro docente, um ano depois do início das aulas.

O Instituto Médio de Administração e Gestão do Uíge (IMAG) necessita de, pelo menos, 11 professores para preencher o quadro docente, um ano depois do início das aulas.
“Tivemos muitas dificuldades por falta de professores efectivos, por isso recorremos a colaboradores que, mesmo sem remuneração, davam o seu contributo”, disse o director do IMAG.  Joaquim Fernandes afirmou que o instituto vai ter o apoio da Ok Tecnology, uma organização brasileira, que prometeu enviar professores. O IMAG, além da falta de professores, tem falta de energia eléctrica e água canalizada. Construído de raiz na localidade de Kituma, a cerca de quatro quilómetros da cidade do Uíge, o IMAG dispõe de um gerador de 1500 kva e oito litros de gasóleo por hora, o que cria sérios constrangimentos ao seu funcionamento. 
 Para este ano lectivo estão matriculados 588 alunos que terão a sua disposição 22 salas de aulas, cinco laboratórios, uma biblioteca, um ginásio, um campo de multiuso, uma papelaria, um posto médico, uma cantina, uma sala para professores e três gabinetes para o corpo directivo
O Instituto Médio de Administração e Gestão do Uíge tem no seu curriculum cursos de contabilidade e gestão, administração pública, informática de gestão e o curso básico de operador de informática.
Os estudantes que concluem o curso com bom aproveitamento dispõem do Gabinete de Aconselhamento e Orientação a Vida Activa (GIVA) .

Tempo

Multimédia