Províncias

Faltam enfermeiros no Mucaba

O município de Mucaba necessita de 388 novos enfermeiros  para cobrir a rede sanitária do município, no quadro da melhoria  da assistência médica e medicamentosa à população.

O município de Mucaba necessita de 388 novos enfermeiros  para cobrir a rede sanitária do município, no quadro da melhoria  da assistência médica e medicamentosa à população.
O chefe da repartição municipal de saúde em Mucaba, Sebastião Paulo, disse haver uma carência de quadros neste sector, tendo em conta a densidade populacional da circunscrição, noticiou ontem a Angop.
"O nosso município tem apenas 22 enfermeiros e para cobrir a rede sanitária seriam necessários 500, para atender os cerca de 800 mil habitantes que Mucaba tem", disse.
Sebastião Paulo apontou também a falta de médicos de todas as especialidades, uma situação que preocupa as autoridades sanitárias e a população.
Pediu também à população local para primar pelo saneamento básico, de modo a evitarem-se doenças como as diarreias agudas, malária, febres tifóides, cólera e outras.
"Temos apelado aos munícipes para lavarem bem os alimentos, principalmente aqueles que são comidos crus, como frutas, saladas e outros. A população deve igualmente construir casas de banho ou latrinas e lavar sempre as mãos antes e depois de comer, de forma a evitar-se a contaminação de certas doenças", adiantou.
O município de Mucaba possui uma comuna, seis regedorias, 53 aldeias e uma população estimada em cerca de 800 mil habitantes, na sua maioria camponesa.

Tempo

Multimédia