Províncias

Governador do Uíge anuncia apoio aos órgãos de Comunicação Social

António Capitão |Uíge

O governo da província do Uíge garantiu prestar, em 2012, uma maior atenção aos órgãos da comunicação social com vista a desenvolverem um trabalho com qualidade e abrangente. 

O governo da província do Uíge garantiu prestar, em 2012, uma maior atenção aos órgãos da comunicação social com vista a desenvolverem um trabalho com qualidade e abrangente. 
Paulo Pombolo, que reuniu com os jornalistas dos órgãos públicos, disse que o Governo Provincial do Uíge vai apoiar os órgãos de informação com meios técnicos modernos e transportes, além de promover e financiar ciclos de formação para superação técnico-profissional dos jornalistas, para que possam melhorar ainda mais a qualidade do trabalho prestado.
“É necessário potenciar os órgãos públicos de comunicação social com melhores equipamentos e pessoal qualificado para que seja possível transmitir e publicar os conteúdos noticiosos de interesse público, com a qualidade exigida internacionalmente, tendo em conta a expansão do sinal da televisão pública a nível internacional e a publicação on-line dos serviços da Angop, Rádio Nacional e Jornal de Angola”, referiu. Os serviços dos órgãos de comunicação social públicos, salientou, já não servem apenas para informar o país, visto que a emissão e publicação dos seus conteúdos ganharam audiência internacional, o que, segundo o governador, faz com que “sejamos questionados por muita gente no estrangeiro quando o Uíge não figura nos principais espaços da imprensa escrita, radiofónica e televisiva do país.
Paulo Pombolo destacou o empenho dos profissionais da comunicação social da província na recolha, tratamento e divulgação das diversas actividades realizadas e dos factos que ocorrem na região, reconhecendo existirem muitas dificuldades de funcionamento nos órgãos e, por isso, prometeu melhorar a situação em 2012.
“Existe muita entrega dos jornalistas para além das exigências das direcções nacionais e provinciais dos órgãos, que demonstram estarem cada vez mais preocupados em formar e informar a população. Por isso, vamos adoptar políticas e criar condições para uma formação contínua destes profissionais, para que se possam adaptar às novas tecnologias e técnicas jornalísticas”, disse o governador.

Tempo

Multimédia