Províncias

Governador do Uíge quer apoio das igrejas

O governador da província do Uíge pediu, ontem, às distintas confissões religiosas reconhecidas pelo Executivo e representadas na província que contribuam positivamente como verdadeiros parceiros do governo, visaindo garantir o rápido desenvolvimento da região.

O governador da província do Uíge pediu, ontem, às distintas confissões religiosas reconhecidas pelo Executivo e representadas na província que contribuam positivamente como verdadeiros parceiros do governo, visaindo garantir o rápido desenvolvimento da região.
Paulo Pombolo fez o apelo num encontro com autoridades tradicionais e líderes religiosos de várias igrejas sedeadas na província.
“Se todos estivermos unidos, acredito que é possível levarmos a província a um rápido desenvolvimento.
 Para tal, convido as igrejas a desempenharem um papel importante na transmissão desta mensagem de unidade à população, para que ela saiba o pensamento e o programa do governo da província em torno do progresso”, disse o governador.
Paulo Pombolo advogou a necessidade das igrejas contribuírem no combate à delinquência juvenil.
O governador fez alusão aos actos de vandalism que muitos jovens praticam na província.
Tais jovens, segundo referiu o governador, além de actos lesivos aos interesses particulares de cidadãos, também danificam bens públicos.
O governador disse ser responsabilidade de todos combater estas práticas e exortou as igrejas a darem a sua contribuição neste sentido.
No encontro com o governador participaram representantes de diferentes denominações religiosas existentes nas províncias, entre os quais pastores.
Localizada a Noroeste da República de Angola, a província do Uíge é rica em diferentes recurso naturais, destacando-se entre os quais o café.
A província é igualmente propícia à prática da agricultura.
Devido à guerra, a província viu o seu desenvolvimeno dificultado.
Terminado que está o conflito armado, o governo e população locais estão a trabalhar no sentido de colocar a circunscrição no patamar que lhe é devido no contexto nacional.
Estas acções resultaram já em notáveis progressos, particularmente no domínio da construção e reconstrução de infra-estruturas.
Novas escolas, postos médicos e estradas foram já construídas.

Tempo

Multimédia