Províncias

Governo aposta na promoção do turismo

Nicodemos Paulo |Uíge

O fomento da actividade turística vai auxiliar a arrecadação de receitas para a província, afirmou sexta-feira, à imprensa, o novo director provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo do Uíge.

As autoridades provinciais perspectivam várias acções para o fomento do turismo com vista à arrecadação de mais receitas para o Estado
Fotografia: Filipe Botelho | uíge

Bosseke Mboso Mansoni referiu, minutos depois de ser empossado pelo governador provincial Paulo Pombolo, que as suas linhas de força concentram-se no fomento da actividade turística, através da divulgação e promoção dos locais turísticos, para maior atracção de investidores para o sector. “O objectivo é transformar o potencial turístico da região numa verdadeira indústria financeira”, disse.
De acordo com o novo responsável do Turismo na província, Uíge possui condições que se forem bem exploradas e divulgadas o sector sai a ganhar. “Temos, em quase todos os municípios, locais com valores históricos e culturais que devem ser referenciados, uma rede de estradas razoavelmente boa, hotéis e hospedarias, que actuam como factores mais do que suficientes para alavancar o turismo na província”, disse.
Bosseke Mboso Mansoni avançou que a formação de quadros deve igualmente merecer maior atenção nos próximos tempos, a julgar pela extensão da província e a complexidade da actividade.
 “É preciso que tenhamos pessoas preparadas para atraírem o interesse dos visitantes, quer nacionais, quer estrangeiros à nossa província”, frisou o novo responsável do sector do Turismo.
 Ao conferir posse a novos directores provinciais do Comércio, Hotelaria e Turismo, Bosseke Mansoni, e dos Registos, António João “Socolov”, chefes de departamentos do Governo Provincial, directores de repartições municipais, entre outros quadros para as Administrações Municipais, o governador do Uíge, Paulo Pombolo, considerou  que o momento económico do país requer rigor e empenho dos seus quadros em todos os níveis. Por isso, o governador provincial referiu que o desenvolvimento da região requer o engajamento de todos, principalmente daqueles que assumem cargos de chefia.

Tempo

Multimédia