Províncias

Governo do Uíge apoia formação de médicos

Valter Gomes | Uíge

O Governo do Uíge vai continuar a prestar apoio aos estudantes da província que frequentam a Faculdade de Medicina da Universidade Lueji-a-N’konde, em Malange, garantiu ontem o governador Paulo Pombolo.

O grupo de universitários da província do Uíge que se encontra a estudar na Faculdade de Medicina de Malanje recebe apoio do Governo
Fotografia: Domingos Mucuta| Gambos

A ajuda aos estudantes de Medicina surge no âmbito da melhoria do processo de investigação científica e desenvolvimento prático dos temas e tarefas ligadas à formação profissional dos mesmos.
Paulo Pombolo salientou que o objectivo é reduzir as dificuldades que os estudantes enfrentam diariamente, por se encontrarem longe das famílias. Nesse sentido, reiterou o compromisso do Governo em continuar a custear as rendas das casas onde os estudantes vivem e garantiu mais apoio em meios de transporte e equipamentos informáticos.
A província precisa de médicos, salientou o governador, para justificar o apoio aos estudantes, sobretudo aos que estão prestes a terminar a formação, para que possam dar o seu melhor contributo em prol do crescimento do país e da província, em particular.
Paulo Pombolo, que agradeceu a pronta colaboração do Governo Provincial de Malange na formação de quadros do sector da Saúde para as duas províncias, pediu aos estudantes para se empenharem e conseguiram alcançar êxito no curso, tendo em conta as expectativas criadas a nível da província do Uíge, quanto aos futuros médicos.
O governador falava durante a entrega de meios a um grupo de 63 estudantes da província do Uíge, que frequenta a formação superior em Malanje. Os bens entregues eram compostos por uma viatura todo-o-terreno, televisores, frigoríficos, bens alimentares, colchões ortopédicos, cadeiras, fogões a gás, botijas, redutores e utensílios de cozinha.
A par disso, o Governo do Uíge entregou livros didácticos, com destaque para os títulos “Fisiopatologia da Doença”, “Atlas de Anatomia”, “Bases Farmacológicas”, “Patologia”, “A Médica”, “Obstetrícia” e “Pediatria”.
O coordenador do grupo de estudantes do Uíge em Malanje, Mputo Miguel, louvou a iniciativa e realçou a atenção que têm recebido do Governo Provincial, para darem melhor progressão à formação.
O estudante do 4º ano da Faculdade de Medicina de Malanje afirmou que o grupo está determinado e apostado em terminar a formação com qualidade, regressar o mais depressa à província de origem e ajudar o Uíge a melhorar os serviços de assistência médica e medicamentosa.
Apesar de reconhecer que o número de médicos em formação é considerável, considerou que o grupo ainda é insuficiente para reduzir a carência que se verifica no sector da Saúde na província do Uíge.
Recentemente, o referido grupo de estudantes esteve no Uíge a fazer um rastreio da tensão arterial à população, realizou palestras sobre o sarampo, ébola e outras doenças que estão a ceifar vidas no país.
As actividades foram desenvolvidas em três dias e se inseriram-se no programa de desenvolvimento prático da formação dos futuros médicos, em formação na Faculdade de Medicina, na província de Malanje .

Tempo

Multimédia