Províncias

Governo executa estudo para distribuição de água

Valter Gomes | Uíge

Um estudo sobre as condições e a extensão da rede de distribuição de água potável na sede da província e a criação de zonas de estações de tratamento de águas residuais está a ser realizado desde o princípio deste mês, pela empresa “Sul Engenharia”, contratada pelo Governo Provincial do Uíge.

Empresa contratada pelo Governo efectua a projecção do censo populacional na província
Fotografia: Jornal de Angola

Um estudo sobre as condições e a extensão da rede de distribuição de água potável na sede da província e a criação de zonas de estações de tratamento de águas residuais está a ser realizado desde o princípio deste mês, pela empresa “Sul Engenharia”, contratada pelo Governo Provincial do Uíge.
Julieta Lopes, consultora da empresa contratada, disse que, neste momento, são feitos estudos sobre as condições e a extensão da rede de distribuição de água potável na sede da província, zonas para criação de estações de tratamento de águas residuais e os mecanismos para o melhoramento do saneamento básico da cidade do Uíge.
Os trabalhos iniciados este mês, terminam em Setembro deste ano, devido à extensão territorial do município do Uíge, as construções anárquicas, a existência de novas centralidades e outras zonas de difícil acesso para os estudos.
Durante o encontro, promovido pela Direcção Provincial de Energia e Águas, no âmbito das comemorações do Dia Mundial das Águas, os participantes debateram, entre outros temas a “Requalificação e Expansão do Actual Sistema de Abastecimento de Água, do centro de distribuição para os bairros periféricos” e a “Criação de Estações de Tratamento de Águas Residuais”.
Os participantes no encontro analisaram ainda a construção de um novo centro de captação e tratamento de água com maior capacidade de abastecimento, tendo em conta o aumento populacional na cidade do Uíge.
O Governo Provincial contratou a empresa nacional “Sul Engenharia” para proceder ao estudo e prospecção do sistema de abastecimento e distribuição de água potável, requalificação do saneamento básico e a criação de estações de tratamento de águas residuais.  O objectivo é ampliar e melhorar a actual rede de distribuição de água do Uíge. Julieta Lopes disse que, nesta altura, decorrem os trabalhos de levantamento dos dados e diagnósticos da situação actual. “Estamos a elaborar os ante-projectos de engenharia para as obras que devem ser feitas para a expansão dos serviços de água e saneamento. Posteriormente, a empresa efectua a projecção do censo populacional da sede da província até ao ano de 2030, visto que uma vez terminado, o projecto vai beneficiar a população da província nos próximos 30 anos”, disse.
O vice-governador para o sector Técnico e Infra-estruturas, Afonso Luviluco, que presidiu à reunião, disse que a reabilitação e ampliação dos sistemas de abastecimentos de água potável na cidade do Uíge e nas sedes municipais constitui uma das principais prioridades definidas para este ano.
O objectivo é de aumentar significativamente o grau de cobertura de abastecimento de água às populações da província. “A sede da província do Uíge tem um centro de captação e tratamento de água potável em pleno funcionamento, mas devido à extensão da cidade e ao aumento dos bairros e de novas centralidades habitacionais o abastecimento não chega a todos os bairros periféricos”, disse.
“Pedimos ao consultor que trabalhe mais tempo na cidade, para conhecer melhor a estrutura da rede em colaboração com as autoridades locais. Só assim é possível encontrar as dificuldades e as respectivas soluções para o melhoramento do sistema de abastecimento de água à população”, afirmou.
Com uma população de 600 mil habitantes, o município do Uígetem, actualmente, 20 bairros: o Centro da Cidade, Papelão, Cabonda, Cemitério, Mbemba Ngango, Dunga, Catapa, Quilala, Quixicongo, Popular, Pedreira, Piscina, Bungo, Cacole, Capote, Candombe Velho, Kimacungo, Candombe Novo, Caquiuia e Ana Candande.

Tempo

Multimédia