Províncias

Governo Provincial do Uíge vai publicar um guia turístico

Joaquim Júnior | Uíge

O Governo Provincial do Uíge vai publicar um guia turístico do município-sede para dinamizar o sector na  região, anunciou ontem o director local da Hotelaria e Turismo.

Bosseque Mansoni avançou que a direcção da Hotelaria e Turismo começou já a trabalhar com as autoridades tradicionais das aldeias do município do Uíge, para proceder ao levantamento de dados sobre os lugares históricos da região, com vista a servirem de base à elaboração do guia turístico.
Bosseque Mansoni, que falava no termo de um encontro com as autoridades tradicionais da região, avançou que a actividade faz parte de um programa da sua direcção que visa despertar os sobas a importância do turismo no desenvolvimento das comunidades e da contribuição para a balança económica da província.
"A instituição está a trabalhar com os sobas na catalogação dos lugares históricos e sítios turísticos do município sede da província, por estes conhecerem bem as localidades."
Sob o lema “Com as autoridades tradicionais, juntos vamos promover e potencializar o turismo no Uíge”, o encontro serviu para Bosseque Mansoni falar sobre  o valor do turismo na facilitação da comercialização dos produtos do campo, na abertura de oportunidades de emprego para os jovens, através da actividade de guia turísticos, bem como do surgimento de serviços mercantis nas comunidades.
“Quem conhece a aldeia é a autoridade tradicional. Neste período, em que se fala da diversificação da economia, há sectores definidos que podem, em pouco espaço de tempo, mudar o quadro do país, entre estes o turismo.”
Bosseque Mansoni exemplificou que a região tem rios históricos, grutas e cavernas, que serviram de esconderijo, desde a era colonial, e todos estes lugares devem ser transformados em produtos turísticos.
Bosseque Mansoni avançou que após o levantamento dos dados, a direcção do Turismo vai visitar e conhecer a realidade dos lugares e depois estabelecer uma taxa de emolumentos, para que o produto turístico comece a render benefícios. “Em breve, vamos taxar as visitas a estes lugares para ajudar as próprias comunidades.”
Na reunião, foram entregues aos sobas fichas de catalogação, que vão servir para a recolha das informações correctas daquilo que aldeia tem, dados estes que devem permitir a elaboração do mapa turístico do município do Uíge.Nas fichas vão constar informações dos nomes das aldeias, distâncias que separam os lugares ou sitio com as povoações, estado das vias de acesso, importância histórica e cultural dos lugares e   rituais que se fazem no local.

Jornadas turísticas

Nos próximos dias, a direcção local do Turismo vai realizar as “Jornadas Turísticas”, sob o lema “De volta às origens”, um trabalho que vai mobilizar estudantes dos ensinos médio e superior a visitarem locais a ser catalogados e incentivar nos jovens a cultura do turismo e a contribuírem no resgate dos valores culturais no seio desta camada da sociedade.
António Sandi, soba do bairro Tange, nos arredores da cidade do Uíge, considerou o encontro proveitoso e afirmou que as autoridades tradicionais conhecem e preservam os sítios históricos e de beleza natural, dai manifestar vontade em fornecerem com precisão os dados que a direcção do turismo pretende.
O soba descreveu alguns lugares históricos que podem ser aproveitados para o turismo, com destaque para a Pedra do Rio Loge, o imbondeiro histórico do Tange, algumas lagoas e o Rio das Maravilhas de Sangue, no bairro Quiongua.

Tempo

Multimédia