Províncias

Hospital Materno e Infantil aberto na Damba

António Capitão | Damba

As novas instalações do Hospital Materno e Infantil “Rainha Santa”, no município da Damba,  foram abertos ao público, após ter estado encerrado algum tempo devido a obras de reabilitação e ampliação.

População da Damba conta agora com uma unidade materno infantil com excelentes condições de atendimento após ter sido reabilitado
Fotografia: Mavitidi Mulaza|uíge

A unidade, apetrechada com equipamentos modernos e pertença da Igreja Católica local, foi reinaugurada pelo secretário de Estado da Saúde, Luís Gomes Sambo, e pelo bispo da diocese do Uíge, Dom Emílio Sumbelelo.
O secretário de Estado da Saúde, Luís Gomes Sambo, valorizou a parceria entre o Governo Provincial e a Igreja Católica no Uíge,  pois a acção conjunta contribui na melhoria dos serviços de saúde na região e permite que mais pessoas tenham acesso aos cuidados primários de saúde.
O Ministério da Saúde vai reforçar a cooperação com as igrejas detentoras de pequenas unidades sanitária, para que sejam incluídas nos programas de construção e reabilitação das infra-estruturas do sector, disse Luís Gomes Sambo, que acrescentou que o objectivo é garantir que mais pessoas consigam facilmente receber a devida assistência médica e medicamentosa, sobretudo as que vivem nas comunidades mais longínquas das sedes municipais da província.
“O hospital foi reabilitado, ampliado e equipado com equipamentos de última geração e os técnicos que vão trabalhar nele devem saber cumprir  as orientações políticas e técnicas para a melhoria da assistência sanitária materno-infantil.” />O bispo Dom Emílio Sumbelelo agradeceu o apoio do Governo Provincial do Uíge na disponibilização de recursos financeiros, através do Programa de Investimentos Públicos (PIP), para reabilitar, ampliar e equipar a unidade sanitária especializada no tratamento de mulheres e crianças.
O prelado católico pediu aos técnicos de saúde que vão trabalhar no hospital para respeitarem e valorizarem os pacientes que solicitarem os serviços  da unidade de saúde. “O trabalho a ser exercido neste hospital deve ser desempenhado com muita atenção e consideração, para a salvaguarda da vida das mulheres e crianças.”
À população  da Damba, o presbítero transmitiu que  ela tem a responsabilidade de cuidar da instituição para poder servir os doentes durante muito tempo. O Hospital Materno Infantil dispõe  de salas de cuidados intensivos e isolamento, sala de formação, farmácia, lavandaria, zona de esterilização, cozinha, refeitório, sistema de abastecimento de energia foto voltaica e uma central eléctrica de 95 KVA.
O referido hospital tem uma capacidade de   87 camas e  presta  serviços de maternidade, pediatria, cirurgia, radiologia, hematologia, análises clínicas, consultas pré-natais e vacinação.

Tempo

Multimédia