Províncias

Idosos no Uíge necessitam de mais apoio

Joaquim Júnior | Uíge

A directora do Centro de Acolhimento do Quituma referiu o interesse da sociedade participar na melhoria das condições de vida dos idosos da instituição, que comparou a uma casa onde as responsabilidades não podem recair numa única pessoa.

O centro de acolhimento do Quituma tem recebido vários apoios da direcção provincial do Uíge da Assistência e Reinserção Social
Fotografia: Filipe Botelho | Uíge

Maqueta Bunga afirmou a importância de todos contribuírem “com ideias e acções”, pois os idosos precisam de estar alimentados para terem saúde.
O Centro de acolhimento do Quituma, com 19 trabalhadores - vigilantes, cozinheiras, lavadeiras e auxiliares de limpeza - assiste 57 idosos e dispõe de um posto médico de primeiros socorros, com dois enfermeiros.
Os internados surgiram no centro, lamentou a sua directora, principalmente por falta de apoio familiar e de condições sociais.
No centro, disse, aprendem a lidar com a solidão, a libertarem-se das más recordações de familiares e sentem-se seguros, respeitados e compreendidos.
Os tempos livres no centro são em parte passados num Pavilhão de Artes, Ofícios e Lazer, no qual fazem, entre outros objectos, vassouras e cestos , mas também há os que se dedicam ao corte e costura e sapataria.
As peças produzidas são vendidas nos mercados da província e as receitas contribuem para compra de alimentos e de material para o que fabricam. No centro está a ser instalada uma vedação e a serem construídos um espaço administrativo e um posto médico.

Tempo

Multimédia