Províncias

Igreja Tocoísta pretende construir universidade com quatro faculdades na localidade de Ntaya

O bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, D. Afonso Nunes, manifestou, na quarta-feira, na aldeia de Ntaya, 30 quilómetros a Norte de Maquela do Zombo, o desejo de ali construir uma universidade.

O bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, D. Afonso Nunes, manifestou, na quarta-feira, na aldeia de Ntaya, 30 quilómetros a Norte de Maquela do Zombo, o desejo de ali construir uma universidade.
O prelado tocoísta exprimiu o seu desejo durante a comemoração do 92º aniversário natalício do fundador e líder espiritual da Igreja, Simão Toco, falecido a 31 de Dezembro de 1984.
Afonso Nunes, que liderou uma delegação de responsáveis e peregrinos tocoístas à localidade onde estão sepultados os restos mortais de Simão Toco, acrescentou que pretender ter na universidade Faculdades de Medicina, Direito, Ciências Sociais e Construção Civil.
Falando para cinco mil pessoas, na maioria fiéis vindos de todas partes de Angola e do estrangeiro, o bispo disse que a construção da universidade está no programa de desenvolvimento da igreja. “A igreja, em colaboração com o Governo, pretende construir uma universidade com quatro faculdades nesta localidade, onde a juventude interessada vai ser formada academicamente e espiritualmente, para contribuir para o combate ao elevado índice de delinquência que permite a penetração do pecado em muitas famílias”, disse.
Afonso Nunes aconselhou os fieis da igreja a serem exemplares na conservação e transmissão dos princípios do espírito de tolerância, reconciliação, humildade e amor ao próximo, contribuindo para a harmonização e bem-estar das comunidades. O director provincial da Cultura, António Cangudi, enalteceu o empenho da Igreja Tocoísta como parceiro na aplicação de acções que garantem o desenvolvimento de Angola.
A peregrinação tocoísta a Ntaya teve início  a 20 de Fevereiro e foi antecedida de um cultos de acção de graças nos   municípios de Quitexe, Negage, Bungo, Damba, Maquela do Zombo, Mucaba e nas comunas de Nsosso e Quibocolo, nomeadamente.

Tempo

Multimédia