Províncias

Inserção socioprofissional promove o emprego jovem

Joaquim Júnior | Uíge

Mais de cem jovens pedreiros do Songo foram admitidos em empresas de construção civil que operam no município no quadro de um programa experimental de inserção socioprofissional promovido pela Administração local.

Jovens com emprego garantido em obras
Fotografia: Jornal de Angola

A administradora municipal disse ao Jornal de Angola que dos desempregados registados no primeiro trimestre deste ano nos bairros periféricos da vila, na comuna do Quinvuenga e em algumas aldeias foi possível colocar 107 jovens pedreiros em empresas de construção civil.
Neste momento, afirmou, está a ser feito o levantamento dos jovens desempregados com formação profissional a quem vão ser atribuídos instrumentos de trabalho que lhes permitam ter meios de subsistência.
Adelina Pinto referiu que a Administração Municipal procura que os jovens desempregados sejam admitidos em empresas de construção civil que executam obras no Songo. No Centro de Formação Profissional do Songo há neste momento 50 jovens a frequentarem cursos de informática, electricidade, carpintaria, alvenaria e culinária.
A administradora municipal a­nunciou a construção de outro centro de formação profissional na comuna do Quinvuenga e a ampliação do antigo.
A nível do sector da Educação, disse, estão matriculados 16.826 alunos e há 901 professores a leccionarem no ensino primário e no I e II ciclos do secundário.
O município tem 56 escolas e estão a ser construídas mais duas, cada uma com seis salas de aulas.

Tempo

Multimédia