Províncias

Institutos de saúde estiveram reunidos na cidade do Uíge

António Capitão | Uíge

A aplicação do sistema de reforma educativa nas escolas de formação de técnicos de saúde foi debatida, entre segunda e quarta-feira, na cidade do Uíge, pelos directores e coordenadores pedagógicos dos institutos médios de Saúde do Uíge, Bengo, Zaire, Kwanza-Norte, Malange, Cunene e Bié, além de responsáveis das direcções nacionais de formação técnicoprofissional e dos recursos humanos dos ministérios da Educação e da Saúde.

A aplicação do sistema de reforma educativa nas escolas de formação de técnicos de saúde foi debatida, entre segunda e quarta-feira, na cidade do Uíge, pelos directores e coordenadores pedagógicos dos institutos médios de Saúde do Uíge, Bengo, Zaire, Kwanza-Norte, Malange, Cunene e Bié, além de responsáveis das direcções nacionais de formação técnicoprofissional e dos recursos humanos dos ministérios da Educação e da Saúde.
O seminário serviu para analisar o impacto da reforma educativa neste segmento do ensino técnicoprofissional e no desenvolvimento das formações em matéria sanitária, nas províncias que participaram no encontro.
O director provincial da Saúde do Uíge, Benji Henriques Moco, destacou, na abertura do encontro, a importância da realização do evento, que permitiu aos participantes fazer uma maior abordagem dos vários aspectos ligados à saúde pública na região, em particular, e no país, em geral.
Benji Henriques Moco disse que o seminário teve como objectivo facilitar a troca de experiências entre docentes e gestores das instituições de formação média em saúde. Segundo ele, a formação de novos profissionais de saúde é uma das principais apostas do governo da província e do Executivo.

Tempo

Multimédia