Províncias

Insuficiência de docentes em análise

O especialista em ensino e supervisão pedagógica Vicentino Manuel Gingongo apresentou ontem, na cidade do Uíge, o seu primeiro livro, “O impacto de insuficiência de docentes no Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) da localidade”.

A sessão de venda e autógrafos decorreu à margem das IV jornadas técnico-científicas promovidas pelo Instituto Superior de Ciências de Educação do Uíge, em alusão ao 40º aniversário da Independência de Angola.
O livro aborda aspectos que concorrem para o fim dos impasses tidos como principais factores de travão no caminho do conhecimento e de uma abertura a nível do progresso sistemático de ensino e aprendizagem das novas gerações.
Em declarações à Angop, o autor afirmou que a sua pesquisa consistiu em buscas analíticas, psicológicas, metodológicas, académicas e científicas, quanto às insuficiências de docentes que o ISCED no país apresenta e do Uíge em particular, em vários ramos do saber, adiantando que esta ruptura constitui maior obstáculo que causa um desequilíbrio total por parte dos discentes e a instituição em si.
Nos escritos de Vicentino Gingongo são discutidas de forma abrangente todas as metodologias que possam combater a infestação e infertilidade pedagógica no sistema de ensino superior, sobretudo as que enfermam os objectivos práticos de ensino baseado na meritocracia, em todas as vertentes.

Tempo

Multimédia