Províncias

ISCED do Uíge e de Luanda celebram protocolo

Um protocolo de cooperação nos domínios de investigação, troca de experiências e formação em diversos ramos do saber foi celebrado na cidade do Uíge, entre os Institutos Superiores de Ciências de Educação do Uíge e de Luanda.

Protocolo visa melhorar a qualidade de quadros
Fotografia: Eunice Suzana | Edições Novembro | Uíge

O protocolo visa melhorar a qualidade de quadros formados nas duas instituições de ensino superior e engloba a promoção, incentivo e desenvolvimento de assuntos tendentes aos domínios de interesse mútuo, estudos de viabilidade e outros mecanismos que garantam uma consistência aos quadros nacionais.
O director-geral do ISCED do Uíge, Domingos Kimpolo Zau, disse que o projecto vai contribuir para a dinamização dos programas científicos concebidos pelo sector, por se tratar de um assunto indispensável.
O académico realçou que o segredo do crescimento científico assenta na amplitude do saber, exploração de experiência de distintas fontes formativas, desde os recursos humanos qualificados e suas respectivas escolas de renome, como é o caso do ISCED de Luanda e outras academias.
“Estas instituições ajudaram, de certa forma, no crescimento e no desenvolvimento ao mesmo tempo, da instituição superior do Uíge na vertente científica”, reconheceu Domingos Kimpolo Zau.
A directora-geral do ISCED de Luanda, Esperança Kundima Peterson, disse que o memorando enquadra-se na formação dos cidadãos angolanos comprometidos com o desenvolvimento em todas as vertentes.
Esperança Kundima explicou que, para que haja um desenvolvimento harmonioso, é preciso o cultivo de uma unidade entre angolanos.
Esperança Kundima Peterson adiantou que o Uíge e Luanda são as maiores zonas de influência intelectual e doravante vão demonstrar, mais uma vez, isso em acções, e contribuir nos esforços do Executivo.

Tempo

Multimédia