Províncias

JMPLA doa sangue ao hospital

Nicodemos Paulo| Uíge

Um grupo de 70 jovens militantes da JMPLA doou na sexta-feira cerca de 30 unidades de sangue à secção de hemoterapia do Hospital Geral do Uíge, com vista a melhorar o stock do banco de urgência daquela unidade clínica.

Hospital Geral da província necessita diariamente de dezenas de unidades de sangue para atender à procura dos pacientes que ali acorrem
Fotografia: Filipe Botelho

Um grupo de 70 jovens militantes da JMPLA doou na sexta-feira cerca de 30 unidades de sangue à secção de hemoterapia do Hospital Geral do Uíge, com vista a melhorar o stock do banco de urgência daquela unidade clínica.
A iniciativa enquadrou-se na realização do segundo acampamento provincial da juventude, a decorrer este mês, no Bembe, explicou o secretário municipal da JMPLA, Pedro Miguel Garcia, que realçou o facto da formação juvenil do MPLA estar atenta às situações sociais que afligem a sociedade. A chefe adjunta da secção de   hemoterapia daquele hospital, Helena Matondo António, agradeceu o gesto da JMPLA, lamentando a falta de sensibilidade por parte de muitos cidadãos, que se aproveitam das necessidades dos outros para ganharem algum dinheiro, vendendo o sangue.
A responsável espera que o exemplo dos 70 jovens seja seguido por outras organizações da província, uma vez que além desta formação juvenil, o hospital tem recebido apenas doações de efectivos da Polícia Nacional, das Forças Armadas Angolanas e de fiéis de algumas igrejas.
A secção de hemoterapia do Hospital Geral do Uíge necessita, diariamente, de cerca de 90 unidades de sangue para atender à procura de pacientes que ali acorrem.
O director clínico do hospital, Carlos Diamantino, valorizou o gesto da JMPLA, e aproveitou para alertar as famílias para a necessidade de prestarem maior atenção às crianças, devido à mudança de clima que se aproxima.
A pediatria do hospital, afirmou, está a receber muitos casos de infecções respiratórias agudas, broncopneumonias e outras doenças associadas às mudanças meteorológicas e aconselhou as pessoas a usarem roupas que se adequam com o actual clima.Os cuidados a ter relacionam-se com uma alimentação conveniente e com roupas que se adeqúem ao cacimbo.

Tempo

Multimédia