Províncias

Jovens recebem casas evolutivas no Uíge

António Capitão| Maquela do Zombo

Jovens, entre funcionários públicos e antigos militares, receberam na semana passada, no bairro 4 de Fevereiro, município de Maquela do Zombo, província do Uíge, casas evolutivas, durante um acto dirigido pelo governador Paulo Pombolo.

A cerimónia de entrega de casas aos jovens esteve enquadrada nas festividades de mais um aniversário do alcance da Paz em Angola
Fotografia: Mavitidi Mulaza| Maquela do Zombo

As moradias, construídas no âmbito do programa habitacional do Executivo, visam reduzir a carência habitacional registada naquele município, localizado a 310 quilómetros da capital da província.
A cerimónia de entrega das moradias enquadrou-se nas festividades do 11º aniversário da Paz em Angola, para proporcionar melhores condições de habitabilidade aos antigos militares, funcionários da Administração Municipal local, entre outros.
Trezor Ndungui, de 22 anos, que recebeu as chaves da primeira moradia das mãos do governador, enalteceu o gesto conjugado do Governo Provincial e da Administração Municipal, uma vez que ele vai permitir que muitos jovens ganhem autonomia pessoal e melhorem as suas condições de vida.
“Eu vivia com os meus pais no bairro Marien Nguabi. Hoje, recebi esta casa evolutiva onde prometo aplicar parte dos meus salários para dar conclusão a outros compartimentos que faltam na habitação”, enfatizou o jovem.
“Estou bastante feliz por conseguir uma casa própria. É de reconhecer os esforços do Executivo na concretização de vários projectos e programas destinados a melhorar as condições de vida das populações, sobretudo da juventude”, disse. O governador provincial anunciou a entrega, no próximo mês de Maio, de mais 50 casas sociais aos munícipes de Maquela do Zombo, que devem concorrer com base em regras de pagamento por renda resolúvel, durante um período de 30 anos. Estão também em fase de conclusão mais 50 residências sociais que vão, também, beneficiar as populações de Maquela do Zombo, sobretudo funcionários provenientes de outras localidades”, disse.

Tempo

Multimédia