Províncias

Kimpa Vita abre curso de Economia

Nicodemos Paulo | Uíge

A Universidade Kimpa Vita abre, este ano, o curso de Economia para satisfazer a necessidade de formação de quadros ligados ao sector, disse, ontem, no Uíge, a directora-geral da Escola Superior Politécnica.

Directora da Universidade Maria de Fátima lamenta a exiguidade do orçamento atribuído
Fotografia: Eunice Suzana

A Universidade Kimpa Vita abre, este ano, o curso de Economia para satisfazer a necessidade de formação de quadros ligados ao sector, disse, ontem, no Uíge, a directora-geral da Escola Superior Politécnica.
Maria de Fátima referiu que a iniciativa responde a uma necessidade há muito sentida devido às potencialidades económicas da província.
Até agora, declarou, a escola formava bacharéis em contabilidade e gestão, que procuravam adaptar-se às actividades dos economistas, mas, hoje temos condições para iniciar a formação em economia para responder às necessidades.
Maria de Fátima lamentou “a exiguidade do orçamento atribuído” e a falta de professores para o curso de engenharia informática, o que, sublinhou, inviabiliza a especialização dos estudantes nas áreas de redes e hardwares.Para minimizar a situação anunciou estar previsto que 12 professores cubanos preencham algumas das vagas. As inscrições terminam amanhã, há mais de 1.300 vagas e os exames de acesso realizam-se a partir de 8 de Fevereiro, disse.Funcionários da escola vão aos municípios a inscrição de candidatos, que posteriormente são submetidos a testes.

Tempo

Multimédia