Províncias

Kimpa Vita começa com mil estudantes

António Capitão | Uíge

O governador provincial do Uíge pediu, na segunda-feira, aos professores da Universidade Kimpa Vita que reforcem a investigação e a introdução de novos métodos de ensino para as pessoas formadas naquela escola terem qualidades técnicas científicas aceitáveis.

O governo acomodou e disponibilizou viaturas e material informático aos professores
Fotografia: Manuel Detinto

O governador provincial do Uíge pediu, na segunda-feira, aos professores da Universidade Kimpa Vita que reforcem a investigação e a introdução de novos métodos de ensino para as pessoas formadas naquela escola terem qualidades técnicas científicas aceitáveis.
Paulo Pombolo, que falava, na segunda-feira, na abertura do primeiro ano escolar daquela universidade, que começa com mais de mil alunos,  afirmou esperar resultados positivos.
O governador disse que os docentes devem pautar a actuação pelo rigor científico e eficiência na transmissão dos conteúdos para garantirem um ensino de qualidade aceitável baseado na investigação e aplicação de novas metodologias de ensino.
Pombolo reiterou o compromisso do governo provincial de apoiar acções e projectos da Universidade Kimpa Vita, tendo em conta a sua missão de formar quadros superiores que garantam o processo de reconstrução nacional e a melhoria do funcionamento das instituições do Estado, contribuindo para o desenvolvimento da província.
“Vamos continuar a apoiar e a prestar a maior atenção à Universidade. Acreditamos que é nesta instituição que vamos encontrar as maiores riquezas para o crescimento da província por termos plena consciência que a educação proporciona capacidade crítica aos estudantes, que lhes permite analisar, de forma contínua, os problemas locais, em particular, e do país em geral”, referiu.
 O governador pediu aos jovens, especialmente aos universitários, dedicação e empenho na formação para depois de concluírem os cursos colocarem os conhecimentos adquiridos ao serviço do país.O magnífico reitor da Universidade Kimpa Vita, Carlos Diacanamua, que congrega às províncias do Uíge e Kwanza-Norte, realçou o empenho do governo da província na execução de acções e programas para a melhoria das condições de trabalho e ensino de professores e alunos da Universidade Kimpa Vita e do alojamento dos dirigentes da instituição. O governo da provincia do Uíge disponibilizou viaturas, casas e material informático aos professores da Universidade, o que demonstra o interesse pela ­instituição.

Tempo

Multimédia