Províncias

Mais de cem mil famílias têm acesso à água potável

António Capitão | Quimbele

Mais de cem mil famílias do município de Quimbele, na província do Uíge, passaram a consumir água potável a partir de agora, com a entrada em funcionamento de um sistema de abastecimento, inaugurado pelo governador Paulo Pombolo.

Água potável deixa de ser um problema para a população do município de Quimbele com a instalação de um sistema de abastecimento
Fotografia: Santos Pedro

O sistema de abastecimento de água potável, construído no âmbito do programa “Água para Todos”, que contempla oito chafarizes, vem pôr cobro ao período em que a população era obrigada a percorrer cerca de quatro quilómetros para retirar o produto, no rio Futa.
“Todos os dias, tínhamos de pegar nos nossos “inguiendo” (mochilas tecidas com junco) e com bidões de 20 litros, para irmos ao rio Futa acarretar água e carregá-la nas costas, superando subidas e descidas e longas distâncias”, recordou Sofia Jorge.
Além do sistema de água, o governador provincial do Uíge procedeu à entrega das primeiras 71 casas, construídas no quadro dos 200 fogos habitacionais, no município de Quimbele, aos quadros locais.
Entregues no quadro das festividades dos 41 anos da Independência Nacional, as casas estão agora sob responsabilidade de funcionários da administração local, professores, enfermeiros, agentes da Polícia e jovens, com vista a minimizar a carência habitacional na vila.
As moradias, construídas no espaço onde está a ser implantada a nova zona urbana da sede municipal de Quimbele, são do tipo T3, entre geminadas e separadas. As mesmas foram vendidas mediante o processo de renda resolúvel, no preço de quatro milhões de kwanzas, amortizáveis num período de 25 anos. Paulo Pombolo reinaugurou igualmente o centro municipal de saúde, com capacidade de internamento de 44 pessoas. A unidade clínica dispõe de serviços maternidade, medicina, bloco operatório, pediatria, cirurgia e laboratório de análises clínicas.
A directora municipal da Saúde, Paula Changangu, considerou a reinauguração oportuna, uma vez que vai ajudar na redução da mortalidade materno-infantil e a socorrer a população de várias patologias.
No mesmo município, o governador visitou também as obras de construção do futuro hospital regional, cujas obras encontram-se em cerca 50 por cento de execução física. Este estabelecimento de saúde vai ter capacidade para 200 camas de internamento. A nova unidade sanitária vai prestar serviços de pediatria, banco de urgência, maternidade, morgue, cirurgia, emergências médicas, consultas gerais e ainda deve contar com áreas de apoio como lavandaria e refeitório, segundo explicações do engenheiro Rui Cortegaça, encarregado da obra.

Aposta na formação

Paulo Pombolo inaugurou e entregou às autoridades do município um contentor adaptado, para formação profissional, o que vai permitir que os jovens da municipalidade sejam capacitados em novas tecnologias de informação e comunicação.
O equipamento tem acoplados 20 computadores, o que vai permitir que 60 jovens se formem em três turnos, num período de três meses.
“É uma unidade que vai permitir capacitar os jovens do município de Quimbele sobre matérias relacionadas com as novas tecnologias de informação e comunicação, com vista a possibilitar que os mesmos estejam mais habilitados nas suas investigações científicas e académicas”, disse a directora provincial dos Transportes e Telecomunicações, Domingas Rocha. O governador provincial do Uíge entregou à administração municipal instrumentos agrícolas, equipamentos desportivos, material de construção, com destaque para mil sacos de cimento, fardas para as autoridades tradicionais, motorizadas para funcionários públicos e certificados aos jovens que concluíram o curso de Empreendedorismo, no CLESE (Centro Local de Emprendedorismo e Serviços de Emprego).
O administrador municipal de Quimbele, Manuel João, reiterou o compromisso de  continuar-se a desenvolver acções para a continuidade da melhoria das condições de vida da população.

Tempo

Multimédia