Províncias

Mais jovens são lançados no mercado de emprego

Mais de 200 jovens terminaram sábado, na cidade do Uíge, um ciclo de formação nas especialidades de electricidade, informática, economia doméstica e canalização.

Mais de 200 jovens terminaram sábado, na cidade do Uíge, um ciclo de formação nas especialidades de electricidade, informática, economia doméstica e canalização.
Durante nove meses, os formandos obtiveram prática e teoria nas diversas áreas do saber, ministradas por técnicos nacionais, no Centro de Formação Polivalente.
O director do Centro Polivalente “São João Calábria”, Miguel Cachequele, afirmou que a formação do homem em todos os domínios constitui a base para o desenvolvimento da província do Uíge e do país, em geral. O responsável referiu que para um desenvolvimento rápido e adequado do país, é indispensável investir na formação da juventude, nas diversas áreas, uma vez que ela representa a “base motriz” para o desenvolvimento de qualquer sociedade.
 “A formação profissional e académica constitui a fusão de experiências que o homem deve possuir, para contribuir condignamente para o desenvolvimento da província e do país em geral”, afirmou Miguel Cachequele. /> Segundo o director, o Centro Polivalente, fundado em 2001, já lançou no mercado de emprego mais de 3.500 jovens de ambos os sexos. Miguel Cachequele solicitou ao Executivo, às Organizações Não-Governamentais e outros parceiros sociais, com possibilidades financeiras, no sentido de prestarem o seu apoio à instituição.
 A directora provincial da Educação no Uíge, Ermelinda Samuel, pediu aos recém-formados a demonstrarem na prática os conhecimentos adquiridos, uma vez que o país necessita do contributo de todos para o seu rápido e equilibrado desenvolvimento.
 “É necessário e indispensável que os cidadãos optem pela formação multifacetada, de forma integral e harmoniosa, visto que, para além do processo de ensino académico, a experiência profissional contribui para o progresso das sociedades”, enfatizou.
 Ermelinda Samuel salientou ser uma das apostas do Executivo a formação técnico-profissional e académica dos jovens, para transformar o país num celeiro de quadros, formados em todos os domínios do saber.

Tempo

Multimédia