Províncias

Médicos recebem novas residências

Valter Gomes| Uíge

Médicos que trabalham na vila do Bembe, província do Uíge, receberam residências do tipo T-3, entregues pelo governador Paulo Pombolo. As casas, além de quartos, suites, sala comum, cozinha e dispensa, possuem também um vasto quintal e outros compartimentos.

Habitação deixa de ser um problema para os médicos destacados na vila do Bembe e o governo promete continuar com acções do género
Fotografia: Mavitidi Mulaza

O governador recordou que o Governo, no âmbito das suas responsabilidades sociais, continua a desenvolver acções nos domínios da Educação, Saúde, melhoria das vias de acesso, habitação, formação académica e profissional, abastecimento alimentar e outras.
Paulo Pombolo visitou também a comuna de Mabaya-Quimaria, a cerca 70 quilómetros da vila do Bembe, para constatar as dificuldades da população, onde sobressai o estado acentuado de degradação da via de acesso, que apresenta enormes buracos, inviabilizando o trânsito automóvel no período chuvoso.

Administrador comunal

O administrador da comuna de Quimaria, Silvestre Lucas, disse  que o desenvolvimento da localidade passa, necessariamente, pela reabilitação da estrada Bembe-Quimaria e das pontes sobre os rios Lufua e Lucoji, residências para as autoridades administrativas, mais postos de saúde, aumento do número de enfermeiros e médicos.
Quimaria possui apenas um centro de Saúde e dois postos médicos, cujo funcionamento é assegurado por cinco médicos, enquanto os partos têm o concurso de 12 parteiras tradicionais. O administrador disse que a localidade, que possui 6.160 habitantes, conta apenas com oito escolas primárias, das quais só uma é de construção definitiva, enquanto as outras funcionam em estruturas precárias feitas de pau-a-pique ou por baixo de árvores.
No ano lectivo 2013 estiveram matriculados mais de 2.580 alunos da iniciação ao ensino secundário, para apenas 46 professores, disse o administrador, que defende a admissão de mais de 30 docentes e a construção de 35 novas salas para acomodar um maior número de crianças que estudam em salas provisórias ou fora do sistema normal do ensino.
O governador Paulo Pombolo referiu que o Executivo está a desenvolver mecanismos mais adequados para melhorar os serviços de Saúde e da Educação nas comunidades e recomendou à Administração Municipal do Bembe a definir um plano para a construção de mais centros e postos de saúde e salas de aulas, enquanto se aguarda por novos concursos públicos.
Quimaria é tida como a região de maior produção de laranja, tangerina, abacaxi, cana-de-açúcar, mandioca e outros produtos alimentares, segundo o administrador Silvestre Lucas, revelando que mais de 500 camponeses, integrados em sete associações, praticam a agricultura de subsistência.
“Os camponeses locais também estão a produzir muita banana, ginguba, feijão, milho, arroz e batata-doce, mas a falta de máquinas de lavoura, instrumentos de trabalho e créditos bancários criam dificuldades”, disse.

Tempo

Multimédia