Províncias

Melhorado o acesso à vila do Quimbele ao Negage

António Capitão | Kimbele

As ravinas que dividiam e ameaçavam engolir a via de acesso à vila do Quimbele foram estancadas, disse, na terça-feira, à imprensa, o administrador municipal.

As ravinas que dividiam e ameaçavam engolir a via de acesso à vila do Quimbele foram estancadas, disse, na terça-feira, à imprensa, o administrador municipal.
Joaquim Vumbi afirmou que “o empenho demonstrado pelo governo da província na resolução deste problema deixa satisfeita a população local”, pois o estado das ravinas impedia que as viaturas chegassem à vila.
O administrador, apesar disso, manifestou-se preocupado com a época chuvosa que se avizinha pois, frisou, “os locais onde foram extintas as ravinas não beneficiarem ainda de trabalhos de asfaltamento, podendo provocar a reabertura das crateras”.
Joaquim Vumbi lamentou também “a lentidão verificada na execução das obras de reabilitação dos troços Quimbele - Macocola e Alfândega – Negage”, já que “o estado de degradação das vias pode provocar o isolamento do município” em relação à capital da província.
“Das empresas contratadas, umas trabalham e outras nem sequer dão a cara, não compreendemos se por incapacidade técnica ou por outros motivos”, disse. O administrador anunciou, para breve, a realização de uma campanha de plantação de diferentes espécies de árvores nos locais onde foram estancadas as ravinas para tentar evitar que voltem a surgir.
“Vão ser plantados eucaliptos e bambus nas inclinações onde foram tapadas as ravinas para que não voltem a surgir, pois esta é uma das formas mais fáceis de nos prevenirmos deste fenómeno erosivo”, rematou.              

Tempo

Multimédia