Províncias

Mercado de trabalho é reforçado

Valter Gomes | Uíge

O mercado de trabalho a nível da província está mais competitivo, com a colocação ontem de mais 200 jovens que frequentaram durante nove meses os cursos profissionais do centro de formação profissional São João Calábria “Picoli”.

Formados receberam certificados que vão facilitar a sua inserção no mercado de trabalho
Fotografia: Mavitidi Mulaza|Uíge

Os jovens frequentaram naquele centro, afecto à Igreja Católica,  cursos nas especialidades de informática, electricidade e economia doméstica.Os recém-formados receberam   certificados, que vão facilitar a sua inserção no mercado de trabalho ou na promoção e criação do auto-emprego. O director do centro “São João Calábria”, Miguel José Cachequele, reconheceu as capacidades dos recém-formados e sublinhou que o mercado de trabalho vai receber jovens bem capacitados técnica e profissionalmente.
“Qualquer instituição que receber os técnicos ora formados não se vão arrepender de terem apostados nos mesmos, tendo em conta que adquiriram ferramentas básicas e necessárias para exercerem com competência a sua especialidade”.
Miguel José Cachequele sublinhou que, desde  2001, o centro de formação profissional já lançou para o mercado de trabalho mais de 5.500 técnicos.
O director do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), no Uíge, Alexandre Betuel, aconselhou os jovens à humildade, responsabilidade, dignidade e profissionalismo ao assumirem o seu primeiro emprego, e solicitou que apliquem com rigor os conhecimentos adquiridos ao longo da sua formação.

Tempo

Multimédia