Províncias

Mestres formados no Uíge

António Capitão | Uíge

O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) do Uíge coloca no mercado a partir de hoje e até sexta-feira os primeiros mestres formados na instituição, anunciou ontem o director-geral.

Domingos Kimpolo Nzau disse que oito candidatos de um grupo de 30 elementos, que já concluíram o plano curricular, começam a defender hoje as dissertações (trabalho de fim de curso de mestrado). Os estudantes vão defender teses nas especialidades de Pedagogia, Psicologia, Educação de Infância e Ensino Primário.
O académico referiu que o acto representa a conquista de um dos principais objectivos do ISCED do Uíge, que tem como objectivo formar os seus quadros nos níveis de pós-graduação para melhorar a qualidade do ensino e a aprendizagem na instituição.
Domingos NZau sublinhou que a aposta na formação com cursos de pós-graduação surge em resposta às instruções para o aumento de quadros com competências qualitativas  no sentido de garantir o desenvolvimento do país, através do Programa Nacional de Formação de Quadros.
Do grupo de 30 mestrandos, 18 são da província do Uíge, três de Cabinda, igual número do Cuanza Norte, um de Luanda, do Huambo e também um do Bié. O processo de ensino e aprendizagem foi assegurado por 12 docentes, dos quais quatro angolanos, sete cubanos e um português.
Os cursos tiveram duração de dois anos e os candidatos ao mestrado vão defender temas como “Acções Educativas para Potenciar a Relação Professor e Aluno”, “Sistema de Actividades Didácticas para Melhorar a Utilização dos Meios Didácticos no Processo do Ensino e Aprendizagem da Disciplina de Geografia” . 
Constam ainda tema  como a “Estratégia Metodológica do Educador para a Socialização das Crianças de Quatro a Cinco Anos,  e a “Estratégia Pedagógica para Melhorar a Avaliação da História de Angola na 9ª Classe”.

Tempo

Multimédia