Províncias

Milhares de animais vacinados no Uíge

O Instituto dos Serviços de Veterinária no Uíge vacinou, ao longo de 2010, cerca de dez mil animais de estimação, entre cães, gatos e macacos, no quadro da campanha nacional de vacinação anti-rábica.

O Instituto dos Serviços de Veterinária no Uíge vacinou, ao longo de 2010, cerca de dez mil animais de estimação, entre cães, gatos e macacos, no quadro da campanha nacional de vacinação anti-rábica.
O chefe do departamento provincial do instituto, Abreu dos Santos Cumuelo, disse à Angop que, dos 9.258 animais vacinados, 8.961 são cães, 199 gatos e 58 macacos e o serviço de veterinária registou igualmente 579 mordeduras que resultaram na morte de sete pessoas.
As campanhas de vacinação anti-rábica decorreram em 11 municípios da província: Uíge, Negage, Sanza Pombo, Quitexe, Púri, Maquela do Zombo, Bungo, Mucaba, Songo, Abuila e Damba. Assim sendo, ficam ainda a faltar os restantes cinco municípios, que não foram abrangidos por inexistência de transporte, estando a ser envidados esforços no sentido de abranger toda a província.

Diagnóstico no Huambo

A província do Huambo vai passar a dispor de um laboratório destinado ao diagnóstico clínico da raiva, revelou na segunda-feira à Angop a responsável do departamento provincial do Instituto dos Serviços Veterinários, Berta Teresa.
A montagem deste laboratório vai permitir a obtenção de uma imagem exacta da situação da raiva na província e na região do planalto central, em geral, uma vez que, actualmente, o diagnóstico é feito através dos sintomas apresentados pela pessoa mordida.
O laboratório vai funcionar na Faculdade de Medicina Veterinária, localizada no bairro de Santo António, na periferia da cidade do Huambo, e as obras tiveram o seu início no final de 2010, devendo terminar no primeiro trimestre deste ano.
Os equipamentos para apetrechar o laboratório já se encontram em Luanda e para o regular funcionamento do mesmo foram formados dois técnicos na Namíbia, que vão orientar outros para assegurar a actividade.
Em 2010 registaram-se no Huambo 16 mortes por raiva.
A província tem um canil de contenção de animais vadios, que é da responsabilidade da Administração municipal, que poderá passar a dispor, este ano, de um forno crematório.

Tempo

Multimédia