Províncias

Milhares de pessoas do interior do Uíge beneficiam do novo sistema de captação

Valter Gomes | Uíge

O abastecimento água potável à população das sedes comunais do Nsosso e Quibocolo, província do Uíge, foi reforçado com a inauguração de dois sistemas de captação, que vão beneficiar mais de 14 mil habitantes.

Os novos equipamentos de impacto social das sedes comunais do Nsosso e Quibocolo foram inaugurados pelo governador provincial
Fotografia: Filipe Botelho |

O abastecimento água potável à população das sedes comunais do Nsosso e Quibocolo, província do Uíge, foi reforçado com a inauguração de dois sistemas de captação, que vão beneficiar mais de 14 mil habitantes.
As infra-estruturas foram inauguradas pelo governador provincial, Paulo Pombolo, durante a visita que efectuou às administrações municipais e comunais locais, no cumprimento do Programa de Desenvolvimento Sustentável e Equilibrado da Província do Uíge.
 Na comuna do Nsosso, Damba, o sistema de abastecimento de água, que beneficia 6.300 habitantes, funciona através de um tanque com capacidade para 15 mil litros cúbicos, lavandarias e 20 chafarizes, que dependem de um grupo gerador instalado no centro de captação e tratamento de água, localizado no rio Nsenguele, a dois quilómetros de Nsosso.
O sistema de água do Quibocolo, Maquela do Zombo, beneficia 7.793 habitantes. Tem um tanque com capacidade para 40 mil metros cúbicos, 20 fontanários e sete lavandarias. Mais de 50 ligações domiciliárias já foram efectuadas. 
“Estamos contentes com as acções do Governo Provincial na melhoria das condições de vida dos habitantes. A água, na sede da comuna de Quibocolo, fazia muita falta. Éramos obrigados a percorrer dois quilómetros e meio, até ao rio, para conseguirmos água, mas agora tudo está mais fácil”, disse Ana Estrela, residente em Quibocolo. O soba do Quibocolo, Mayala Valentim, disse que anteriormente as dificuldades da população eram imensas, uma vez que a comuna não possuía infra-estruturas de qualidade.
Referiu que as escolas, centros de saúde e estabelecimentos comerciais estavam destruídos e as estradas totalmente degradadas: “mas, graças à paz, o Governo Provincial está a melhorar as condições de vida dos habitantes”, disse o soba. “Hoje já temos água potável, centros de saúde, postos médicos e escolas novas, além de outros empreendimentos que anteriormente não existiam em Quibocolo. Tudo isso são ganhos da paz, por isso é que as autoridades tradicionais devem desempenhar um papel preponderante na transmissão dos conhecimentos às novas gerações, sobre a importância da paz”, disse o soba. Mayala Valentim solicitou a instalação de iluminação pública nas ruas da comuna do Quibocolo.
O governador provincial do Uíge pediu aos beneficiários para preservarem o património público colocado à disposição das populações. Paulo Pombolo disse que o governo tem em conta as principais necessidades e dificuldades da população e continua empenhado em resolvê-las.
Para além da água, disse o governador, tudo está a ser feito para que no próximo ano sejam instalados postes de iluminação pública e feitas ligações domiciliárias de energia eléctrica. Paulo Pombolo pediu mais colaboração, participação, respeito e responsabilidade no cumprimento das diversas tarefas agendadas pelo governo.

Tempo

Multimédia