Províncias

Modelo de casas para antigos combatentes foi apresentado ao governo da província

Nicodemos Paulo | Uíge

O Consórcio Comandante Loy apresentou, na sexta-feira, no bairro Gunga Quixima, Uíge, uma casa modelo, T2 e T3, das que vão construídas, brevemente, para antigos combatentes, veteranos da pátria e viúvas em consequência da guerra.

O Consórcio Comandante Loy apresentou, na sexta-feira, no bairro Gunga Quixima, Uíge, uma casa modelo, T2 e T3, das que vão construídas, brevemente, para antigos combatentes, veteranos da pátria e viúvas em consequência da guerra.
No município do Uíge, disse o presidente do Consórcio Comandante Loy, Domingos de Barros, que apresentou a casa modelo ao governo provincial, vão ser construídas mais de 80 casas.
As casas vão ser construídas nos municípios e comunas, de acordo com o número de destinatários que houver em cada uma das localidades, afirmou, frisando que o início das obras “depende das administrações locais na indicação dos terrenos”. O vice-governador do Uíge para o sector económico e produtivo declarou que “a concretização do projecto vai ajudar a resolver um dos grandes problemas com que a sociedade se debate”.
A iniciativa, referiu Correia Victor, é recompensadora para os que, durante muito tempo, “deram o melhor pela nobre causa do povo angolano” e que devem continuar a merecer a atenção da sociedade.
O vice-governador deslocou-se à comuna do Dimuca, município do Negage, para verificar o desenvolvimento de projectos de saúde, educação e agricultura, enquadrados no programa de erradicação da fome e diminuição da pobreza.
No Dimuca está em curso a reparação do troço, de 37 quilómetros, que liga a comuna à cidade do Negage, a construção de uma escola de seis salas, já na fase de conclusão, a reabilitação de um sistema de captação e tratamento de água, a ampliação do centro de saúde e a instalação de postes de iluminação pública.

Tempo

Multimédia