Províncias

Moto-taxistas recebem motorizadas de três rodas

Valter Gomes | Quitexe

Mais de 50 jovens, residentes em diferentes aldeias do município do Quitexe, na província do Uíge, receberam motorizadas de três rodas, com carroçaria, vulgo kupapatas, para realizarem serviços de moto-táxi.

Kupapatas do município de Quitexe receberam motorizadas novas com carroçaria
Fotografia: António Soares | Edições Novembro

O gesto do Governado Provincial do Uíge tem como propósito reduzir as dificuldades de deslocação que os habitantes enfrentam por falta de transportes, bem como garantir o sustento familiar dos beneficiários, que fazem parte de cinco associações juvenis.
A acção do governo local, dirigida pelo governador Pinda Simão, serviu também para o lançamento dos serviços de micro-táxi nas comunidades rurais dos 16 municípios da província do Uíge.
O reembolso do dinheiro que o Governo Provincial empregou na compra das motorizadas será simbólico e observará aos trâmites que serão estabelecidos pelas administrações municipais.
A adesão ao programa, de iniciativa do governo local, é condicionada à filiação do interessado a uma associação juvenil ou apresentação de projectos credíveis ligados ao empreendedorismo.
Sozinho dos Santos, de 28 anos e líder de uma das associações privilegiadas, disse que a motorizada vai ajudar na deslocação dos membros da associação e reforçar os fundos da mesma, de acordo com o rendimento que se vier a obter no exercício da actividade. Morais David, outro beneficiário do bairro Talabanza, assegurou que o lançamento do projecto micro-táxi chegou em boa hora, visto que a população do município do Quitexe, sobretudo os camponeses, enfrentam dificuldades no escoamento dos seus produtos do campo para as vilas ou aldeias. Com essas motorizadas, com carroçaria, a circulação das pessoas e o transporte dos seus bens será facilitada.
Este projecto vai resolver uma das preocupações da juventude, assegurou, tendo garantido cuidar dos meios que receberam, para que possam ajudar, por muito tempo, nas deslocações de pessoas da comunidade.
Os jovens de Quitexe pediram ao governador Pinda Simão a interceder para a melhoria das vias de acesso às várias localidades do município. O reforço e a melhoria do abastecimento da rede eléctrica, através das barragens de Capanda ou do Luquixi constaram as preocupações dos jovens, que querem ver investidores de vários sectores na circunscrição, para ajudarem na mitigação do desemprego.
A necessidade da melhoria do sistema de captação e tratamento de água potável foi também solicitada ao governador Pinda Simão.
As preocupações apresentadas por Arsénio Mário Castigo, coordenador para a informação do Conselho Municipal da Juventude, indicam a inexistência de um Palácio Municipal da Justiça, a falta de infra-estruturas e materiais desportivos. Pedem também a melhoria das políticas de retorno e atribuição de créditos à juventude, que é para eles uma das vias para reduzir o desemprego no seio da faixa etária.
Os jovens solicitam também a construção de centros técnico-profissionais, a promoção de políticas para o combate ao uso excessivo de bebidas alcoólicas no seio da população, a expansão dos meios de informação, nomeadamente rádio, jornais, televisão, bem como a  instalação da operadora Movicel, na sede do município.
O governador do Uíge assegurou que o Governo Provincial está a trabalhar com vários ministérios no sentido de se encontrarem soluções adequadas  às preocupações dos jovens.
Pinda Simão revelou que dentro de pouco tempo algumas preocupações terão solução imediata e as outras serão solucionadas paulatinamente.
Com 3.872 quilómetros quadrados, o município de Quitexe está localizado a 40 quilómetros a sul da sede da província do Uíge e tem 34.297 habitantes.

Tempo

Multimédia