Províncias

Mucaba melhora tratamento de resíduos

Joaquim Júnior | Mucaba

O município de Mucaba, na província do Uíge, tem  melhores condições para tratar os resíduos sólidos depois de um grupo de 32 agentes comunitários fazer  uma formação   sobre ambiente e saneamento básico.

População é aconselhada a depositar os resíduos sólidos em locais apropriados e a evitar os focos de lixo junto das suas residências
Fotografia: Joaquim Júnior | Mucaba

Realizada no âmbito do Projecto “Mucaba Vila Limpa e Arborizada”, a formação abre bons cenários para a melhoria das acções de conservação, protecção do ambiente e tratamento do lixo no município de Mucaba,  considerou ontem a  administradora municipal.
Maria Fernando Cavungo  falava no encerramento da acção formativa e disse que a capacitação dos agentes acontece igualmente no quadro da implementação do Programa de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, com vista a melhoria do saneamento básico da vila.
A administradora municipal de Mucaba referiu que a formação vai ajudar os agentes a impulsionarem a conservação das infra-estruturas e a protecção do meio ambiente, através da criação de zonas verdes, para garantir o bem-estar da população.
“É um projecto importante que vai contribuir na melhoria da vida dos munícipes, pois os mesmos vão ser educados sobre como devem cuidar do saneamento básico e do ambiente”, disse Maria Fernando Cavungo, que pediu aos agentes recém-formados para trabalharem em colaboração com a Administração Local do Estado na identificação dos grandes focos de lixo na vila e encontrar-se uma área para ser transformada em aterro sanitário.
A administradora municipal solicitou a realização de um cadastramento dos terrenos e habitações em estado de abandono, a promoção de campanhas periódicas de limpeza e embelezamento, sensibilização das populações para a mudança de comportamento e o levantamento de questões de saneamento na urbe.
Maria Cavungo acredita que com a identificação das questões acima referidas, os agentes e a administração vão dispor de condições para solucionarem melhor as preocupações relacionadas com o saneamento da municipalidade. O chefe do departamento de Ambiente da Direcção Provincial do Urbanismo e Ambiente, David Mendes, considerou importante a conservação do meio, através de boas práticas como a deposição de resíduos em locais indicados, arborização das zonas descobertas e construção de latrinas, acções que podem ajudar a prevenir as catástrofes naturais e doenças.

Consciência ecológica

David Mendes  pediu aos agentes comunitários para fiscalizarem o estado da higiene dos rios, onde a população toma banho e algumas tarefas domésticas, e promoverem campanhas de sensibilização junto das cooperativas e associações camponesas sobre os perigos do abate indiscriminado e queima desordenada de árvores.
O chefe do departamento de Ambiente da Direcção Provincial do Urbanismo e Ambiente pede  também a participação da população da região nas campanhas de plantação de árvores.

Temas abordados

O presidente da Juventude Ecológica de Angola (JEA) no Uíge, Félix Canga,  abordou o tema “Saneamento Básico e Consciência Ecológica” e  defendeu a   promoção de campanhas de sensibilização nos mercados, para a mudança de comportamento das quitandeiras.
Félix Canga disse que as mensagens devem abordar a necessidade da organização, higiene no manuseamento dos produtos à venda e da limpeza dos recintos de exposição dos bens comercializados, com vista à prevenção de doenças.  Durante a acção formativa, os educadores comunitários foram munidos de conhecimentos sobre a “Lei de Base do Ambiente”, “Saneamento Básico e Consciência Ecológica”, “Noções de Jardinagem e Plantação de Árvores em Zonas Urbanas”,  para ajudarem a população a melhorar o seu comportamento em relação ao tratamento do lixo.
A administradora municipal de Mucaba, Maria Fernando Cavungo, garantiu que a população da região vai continuar a ser sensibilizada no sentido de depositar os resíduos sólidos em locais apropriados e a evitar os focos de lixo junto das residências, para se evitar doenças, como a malária, que na época chuvosa, principalmente, tem provocado muitos óbitos.
Das acções em carteira para mudar a imagem da região, acrescentou, destaque para a reabilitação de jardins e ruas, bem como colocação de asfalto e de lancis nas principais avenidas do município de Mucaba.

Tempo

Multimédia