Províncias

Município do Puri tem mais escolas

Valter Gomes |Uíge

O município do Puri, 82 quilómetros a nordeste da sede cidade do Uíge, tem mais 24 novas salas de aulas do ensino secundário, para dois mil alunos no próximo ano lectivo, anunciou o governador Paulo Pombolo.

Investimento vai melhorar as condições de ensino e aprendizagem dos alunos do Puri
Fotografia: Filipe Botelho |Uíge

O município do Puri, 82 quilómetros a nordeste da sede cidade do Uíge, tem mais 24 novas salas de aulas do ensino secundário, para dois mil alunos no próximo ano lectivo, anunciou o governador Paulo Pombolo.
 Paulo Pombolo falava por ocasião das comemorações dos 56º aniversário da fundação do MPLA, na vila municipal do Puri e afirmou que as novas salas são construídas no âmbito do Programa de Combate à Pobreza.
 O governador do Uíge explicou que 12 salas são construídas junto à capela das Irmãs Divinas, da Igreja Católica “enquanto as restantes vão ser erguidas num outro espaço já reservado para o efeito. O objectivo é descongestionarmos as salas do ensino primário que estão ocupadas, neste momento, por alunos do I e II ciclos do ensino secundário. 
Paulo Pombolo disse que este investimento vai melhorar as condições de ensino e aprendizagem dos alunos do Puri, uma vez que a Educação é uma das prioridades do Executivo para garantir o desenvolvimento do país e a melhoria das condições de vida da população.
 Quanto aos transportes públicos, Paulo Pombolo garantiu que o Governo Provincial vai negociar com as empresas privadas para que possam estabelecer uma linha de autocarros na rota do Uíge para o Puri, Sanza Pombo e outros municípios onde ainda não existem esses serviços a funcionar, para facilitar a circulação de pessoas e mercadorias.  “Pretendemos também instalar uma agência bancária no Puri.  Estamos a colaborar com o responsável do banco BPC para que possa concretizar o nosso pedido, evitando que muitos funcionários locais sejam obrigados a abandonar os seus postos de trabalho para percorrerem longas distâncias, a fim de levantarem os seus salários noutras localidades da província onde hajam bancos a funcionar”, disse.  O governador provincial do Uíge garantiu que vai apoiar todas as iniciativas, no sector agrícola, que visam combater a pobreza, visto que o Uíge possui grandes quantidades de terras aráveis, que mesmo sem adubos produzem alimentos em quantidade.

Tempo

Multimédia