Províncias

Município tem cada vez mais escolas

Walter Gomes| Uíge

No Puri de 2004 a 2012 foram construídas 48 escolas e este ano está previsto instalar mais 35, disse ao Jornal de Angola o chefe em exercício da Repartição Municipal da Educação.

Sector da Educação melhorou com a construção de escolas e admissão de mais professores
Fotografia: Mavitidi Mulaza

Alfredo Mário afirmou que das escolas existentes, construídas no âmbito dos Programas de Investimentos Públicos e de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, 45 são do ensino primário, duas do I ciclo e uma do II Ciclo.
Antes da conquista da paz, o município tinha quatro escolas primárias e um número reduzido de professores. O sector, referiu, melhorou bastante não apenas com a construção de escolas, mas com a admissão de mais de 500 professores, além de trabalhadores não docentes.
Para esta situação, salientou, contribuiu a construção de dezenas de casas para professores de outras localidades, o que faz com que permaneçam no município e melhor a qualidade do ensino.
Este ano, disse, há 10. 850 alunos matriculados enquanto em 2012 havia seis mil. Antes da paz, recordou, não havia escolas do I e II ciclos do ensino secundário, o que levava muitos alunos a não continuarem os estudos, ainda por cima porque as vias de acesso a outras localidades eram más.
Agora, referiu, tudo é diferente e os que terminam o ensino médio na vila do Puri podem prosseguir os estudos na sede provincial porque as estradas de ligação ao Uíge estão em muito melhores condições.
Alfredo Mário garantiu que pais e encarregados de educação estão satisfeitos com o programa de distribuição gratuita de materiais didácticos e da merenda escolar. Mais de 1.400 alunos da iniciação à 4ª classe na sede municipal e bairros periféricos beneficiam da merenda escolar, cujo fornecimento depende dos fundos do Programa de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza.
A distribuição regular desta merenda, afirmou, contribui para a aumentar os níveis de motivação e de aproveitamento escolar.
O Piri, 88 quilómetros da cidade do Uíge, constituído por 12 regedorias e 65 aldeias, tem cerca de 80 mil habitantes, maioritariamente camponeses que se dedicam ao cultivo da mandioca, jinguba, milho, inhame, cana-de-açúcar, café, arroz e abóbora.

Tempo

Multimédia