Províncias

Nasce centro oftalmológico

Valter Gomes| Uíge

Um centro de oftalmologia está a ser construído no município do Bembe pela Igreja Evangélica Baptista em Angola (IEBA), anunciou o reverendo Makiadi Filipe, durante o encerramento do acampamento nacional da congregação religiosa, que decorreu até ontem, na Missão do Bembe e em Quibocolo.

Unidade vai dispor de aparelhos modernos
Fotografia: JA

O pastor disse que o futuro centro oftalmológico está a ser erguido no átrio da igreja, localizada na periferia da sede municipal do Bembe.
O líder da IEBA no Uíge disse que a unidade sanitária vai ter diversos serviços, com vista a juntar-se aos esforços do Governo Provincial na melhoria da prestação de assistência médica às populações.
As obras de construção do edifício vão ficar concluídas no segundo semestre deste ano”, referiu o responsável da Igreja Evangélica Baptista de Angola.
O reverendo Makiadi Filipe anunciou que para além da construção do centro oftalmológico, a IEBA aposta também na recuperação de todas as infra-estruturas da instituição, que ficaram destruídas durante a guerra, sobretudo na Missão do Bembe e Quibocolo, locais considerados berço da IEBA. Para isso está a ser promovido um acampamento nacional, que juntou milhares de fiéis oriundos das diversas paróquias do país.
“Queremos voltar a ter as escolas funcionais, centros de saúde e comunitários e escritórios da Igreja Evangélica Baptista em Angola, a construção de novos templos, para albergar condignamente milhares de fiéis”, frisou. O governador do Uíge, Paulo Pombolo, ficou satisfeito com a iniciativa da instituição religiosa e garantiu apoio para a concretização rápida dos projectos.
Paulo Pombolo valorizou o papel da Igreja Evangélica Baptista em Angola na formação de quadros, na pacificação dos espíritos e na educação das famílias, tendo afirmado que o Governo Provincial pretende resolver os problemas que afligem a população.
O governador disse que vai continuar a visitar os municípios, comunas, regedorias e aldeias, para se inteirar de perto das principais dificuldades que afectam o bem-estar das populações e o desenvolvimento da região.

Tempo

Multimédia