Províncias

Nova unidade hoteleira oferece lazer

José Bule | Uíge

O “Complexo Turístico Toy” é a mais nova unidade hoteleira da província do Uíge, construído no bairro Quindenuco, no município sede, e aberto ao público na sexta-feira última.

Nova unidade presta serviços personalizado
Fotografia: José Bule

O “Complexo Turístico Toy” é a mais nova unidade hoteleira da província do Uíge, construído no bairro Quindenuco, no município sede, e aberto ao público na sexta-feira última.
Com 22 quartos, a nova unidade oferece serviços de hospedaria, restaurante, buffet e “take away”, esplanada, piscina e parque de estacionamento e deu emprego a 39 pessoas. 
O proprietário e director-geral do complexo, António Teixeira, disse que é sua intenção transformar o local num área de referência a nível da província, razão pela qual a mesma foi construída à entrada da cidade do Uíge para que os visitantes sejam obrigados a visitar e desfrutar dos serviços que a casa oferece.  
Referiu que o complexo foi construído à base de capim, madeira e cimento e considerou de difícil a sua realização, uma vez que a matéria-prima usada para a construção do empreendimento veio de outras províncias. Disse que a madeira (pinho e eucalipto) saiu do Huambo e o capim de Luanda, mas a mão-de-obra qualificada saiu do Huambo e da Namíbia.
 
Unidade oferece lazer e aconchego
 
Nilton Vasconcelos, um dos funcionários do complexo, satisfeito por ter conseguido o emprego, disse que a nova unidade turística veio dar outra imagem ao município sede, oferecendo hospedagem de qualidade e lazer à população do Uíge e não só. 
Joaquim Manuel Fernandes “Kinito”, empresário, valoriza o surgimento de mais uma unidade hoteleira na província e encoraja o investimento feito. “Eu sempre acompanhei os primeiros passos deste ambicioso projecto, que salta à vista porque não foi financiado por nenhum banco ou por qualquer outra instituição”, argumentou, reconhecendo que o investimento é fruto do esforço de um jovem empresário interessado em contribuir para a melhoria do sector hoteleiro e turístico da província.
 Para Luís Agostinho, funcionário público, a unidade apresenta uma estrutura tradicional e disse que o local veio para dar outra imagem à província. 
“Já estive em alguns países da Ásia e da América Latina onde encontrei muitos locais turísticos semelhantes a este. É um local que proporciona um ambiente agradável. Aqui eu consigo sentir a natureza na alma. É um lugar diferente dos outros que temos na província”, referiu.

Tempo

Multimédia