Províncias

Novas ligações domiciliárias abrangem áreas periféricas

António Capitão | Uíge

Mais de 9.400 ligações domiciliárias, para a distribuição de água potável à cidade do Uíge e seus bairros periféricos, vão ser efectuadas em breve, com a abertura oficial, no bairro Cemitério, do projecto de substituição da antiga malha de repartição, que se encontrava obsoleta.

Fotografia: JAImagens

Aberto pelo governador provincial, Paulo Pombolo, o projecto consubstancia-se na colocação de 120 quilómetros de tubagem, para permitir as referidas ligações domiciliárias, numa altura em que o bairro Cemitério já beneficia de 64 ligações das 67 previstas.
Além das referidas torneiras, o bairro beneficiou, igualmente, de 652 torneiras de jardim, projecto que se espalha em simultâneo para as localidades de Dunga e de Mbemba Ngangu.
Nestes últimos bairros, as redes de distribuição foram inauguradas pelos vice-governadores para os sectores Técnico, Afonso Luviluko, e Económico, Carlos Samba. Em Dunga, foram colocadas 360 torneiras de jardim, das 525 previstas, enquanto famílias de 213 moradias, das 283 estimadas, já beneficiam deste produto. Em Mbemba Ngango, estão já abertas 266 torneiras, das 383 projectadas, sendo que 503 famílias recebem água canalizada em casa.
Em relação ao Laboratório Regional de Controlo de Qualidade da Água do Uíge, com obras financiadas pela União Europeia e já inaugurado pelo governador Paulo Pombolo, o mesmo tem salas de preparação de material, de testes de física e química, área de microbiologia, gabinetes e áreas complementares.
O director provincial da Energia e Águas, Mendes Domingos, esclareceu que, durante 30 dias, a água vai ser fornecida de forma gratuita, período em que a população deve celebrar os contratos com a Empresa de Águas e Saneamento do Uíge.

Tempo

Multimédia