Províncias

Novo centro materno infantil do Uíge melhora condições de atendimento

Nicodemos Paulo | Uíge

A cidade do Uíge dispõe, desde a semana finda, de mais um centro materno infantil, inaugurado pelo governador Paulo Pombolo. Com o alargamento das dependências, eleva-se para cinco o número de unidades hospitalares do género no município do Uíge.

Além do serviço de pediatria vão ser realizadas consultas pré-natais e pós-parto
Fotografia: Jornal de Angola

A cidade do Uíge dispõe, desde a semana finda, de mais um centro materno infantil, inaugurado pelo governador Paulo Pombolo. Com o alargamento das dependências, eleva-se para cinco o número de unidades hospitalares do género no município do Uíge.
O governador Paulo Pombolo referiu que, com a reabilitação da instituição, vai ser possível melhorar a prestação de serviços pré-natais, de pós-parto e outros relacionados com cuidados pediátricos.
“O governo da província está empenhado em melhorar a assistência médica e medicamentosa às populações. É com esta aposta que estão a ser construídos, reabilitados e apetrechados mais hospitais, centros e postos de saúde”, afirmou.
Além de inaugurar o centro materno infantil, o governador procedeu à entrega de duas ambulâncias para apoiar a actividade médica no referido centro e no hospital sanatório.
Paulo Pombolo reconheceu existirem ainda muitas debilidades no funcionamento do sector da Saúde na região e considerou urgente a reabilitação da maternidade do Hospital Geral do Uíge, tendo em conta o seu estado de degradação. Quando chove, salientou, a dependência hospitalar fica inundada, devido ao mau estado das estruturas de cobertura, que permitem a infiltração de águas.  “O orçamento disponibilizado para o hospital ­central não facilita a sua gestão. O governo da província vai procurar potenciá-lo com meios de qualidade e homens capazes de melhorar a prestação de serviço ao público. Os nove milhões de kwanzas que são disponibilizados anualmente são irrisórios para um pleno emprego, tendo em conta as suas dimensões”, referiu o governador, acrescentando que mesmo com as dificuldades que o sector enfrenta, os profissionais de saúde têm exercido as suas funções de forma positiva, através do desempenho técnico que apresentam.
O governador provincial do  Uíge garantiu a entrega, nos próximos dias, de mais meios de transporte para o hospital central, com vista a melhorar a mobilidade do pessoal médico daquela instituição.
A chefe de repartição municipal da Saúde, Marta Narciso, referiu que, depois de reabilitado e ampliado, o centro possui melhores condições para atender a procura da população, uma vez que também vai ser reforçado com mais 20 técnicos, admitidos no último concurso público de ingresso, o que vai permitir atender diariamente mais de 250 crianças e cerca de 100 mulheres grávidas.
 Marta Narciso salientou que o reduzido número de ginecologistas, obstetras e pediatras tem limitado a capacidade de resposta do centro. Vão ser realizadas campanhas de sensibilização sobre os cuidados e formas de prevenção de doenças diarreicas agudas, provocadas pelo consumo de água contaminada, e acções de fumigação nos bairros endémicos, para o combate à malária. O centro materno infantil do Uíge presta serviços de pediatria, consultas pré-natais, de vacinação, puericultura, planeamento familiar e assistência às crianças.

Tempo

Multimédia