Províncias

Núcleos de empreendedorismo no Uíge

Valter Gomes |Uíge

Professores que participaram no II Seminário de Formação sobre os Métodos e Técnicas de Leccionar a Disciplina de Empreendedorismo, na 7ª e 10ª classe, defenderam a necessidade de se criar um núcleo ou coordenação provincial de empreendedorismo no Uíge, para facilitar a organização e o desenvolvimento das actividades.

Professores no Uíge melhor preparados
Fotografia: Eunice Suzana

Durante o encerramento do seminário, na sexta-feira, os participantes solicitaram a realização de cursos em todos os municípios da província, para que mais docentes estejam preparados para leccionar a disciplina de Empreendedorismo. Consideraram, ainda, ser necessário credenciar os professores especializados na matéria, para facilitar o contacto com os agentes empreendedores, para que sejam alcançados êxitos no trabalho de campo com os alunos.
Além disso, apontaram ser necessário rever os programas, manuais e guias dos professores para uniformizar os conteúdos sobre Empreendedorismo, assim como a realização de fóruns de empreendedorismo. “Fomos preparados profissionalmente para ministrar esta cadeira e esperamos valorizar os conhecimentos adquiridos, uma vez que a responsabilidade do professor é preparar os alunos, para se tornarem cidadãos activos e participantes na família, trabalho, nas associações de classe, na vida cultural e política”, garantiram, no documento final.
Convidado a encerrar o seminário, o chefe do departamento de inspecção na Direcção Provincial da Educação, Garcia Cabenga, afirmou que os professores da disciplina de Empreendedorismo têm a árdua missão de formar indivíduos responsáveis pelo seu próprio futuro e pelo bem-estar dos demais.
“O trabalho do agente de educação deve contribuir para a melhoria da sociedade, porque só com uma educação de qualidade podemos conseguir atingir a meta preconizada para a formação integral do homem”, disse Garcia Cabenga.
Pretende-se, com este tipo de formações, promover uma maior interacção entre os jovens e o mercado, incentivar as habilidades do aluno, conhecer as diferentes oportunidades da carreira profissional, o valor e a dignidade do trabalho, assim como planificar e gerir pequenas e médias empresas, explicou.
O seminário teve por objectivo formar, instruir, orientar e incentivar a criatividade dos professores no ensino da disciplina de Empreendedorismo, orientá-los sobre as metodologia do tratamento dos conteúdos e programas, despertar as atitudes e capacidades do empreendedor entre os alunos.
Participaram no seminário, promovido pela Direcção Provincial da Educação, em colaboração com o Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação, 32 elementos, entre professores e inspectores dos municípios do Songo, Negage, Puri, Bungo e Uíge.

Tempo

Multimédia