Províncias

Pais querem educadores e melhoria de condições

Joaquim Júnior | Uíge

Os pais e encarregados de educação das crianças do Centro Infantil Kiesse, na cidade do Uíge, pediram a admissão de especialistas de pediatria, psicologia e pedagogia, bem como de “um humorista para as animar”.

O desejo foi apresentado numa mensagem lida por um dos encarregados de educação no encerramento do ano lectivo no centro infantil, na qual também é pedida a contratação de um nutricionista para melhor definir a dieta alimentar das crianças e sugerida a aquisição de autocarros para o seu transporte.
A mensagem sublinha a importância da abertura de mais creches na província por contribuírem para a materialização dos 11 Compromissos da Criança e de estes estabelecimentos proporcionarem condições mais adequadas às crianças para os pais se sentirem mais seguros quando deixam os filhos na creche

Bom relacionamento

O Centro Infantil Kiesse, que começou a funcionar em 1994 e é gerido pelo Ministério da Assistência e Reinserção Social (MINARS), tem três professoras do ensino primário, cinco educadoras de infância e 20 vigilantes.
O director provincial em exercício do MINARS, Bernabé Fernando, reconheceu haver alguns problemas no centro, mas garantiu que são desenvolvidos esforços para em breve estarem solucionados e salientou o bom relacionamento entre a direcção e os encarregados de educação.

Tempo

Multimédia