Províncias

População de Cambamba já consome água potável

Joaquim Júnior | Cambamba

O sistema de captação, tratamento e distribuição de água instalado na comuna de Cambamba, município do Dange Quitexe, província do Uíge, está a permitir que milhares de habitantes da sede comunal e periferia beneficiem de água potável.

Governador da província do Uíge Paulo Pombolo inaugurou vários chafarizes e pediu à população para conservar os bens públicos
Fotografia: Eunice Suzana | Uíge

O equipamento funciona com um reservatório de 20 mil metros cúbicos de água potável e seis chafarizes que garantem maior e melhor distribuição à população de Cambamba.
O governador do Uíge, Paulo Pombolo, disse que o Executivo está preocupado com as condições sociais das populações, sobretudo das localidades onde os serviços sociais são escassos.
“Cambamba passa a ter um sistema de abastecimento de água potável que vai permitir às populações evitar doenças”, referiu o governador. O Executivo vai continuar a trabalhar no sentido de recuperar os bens públicos destruídos pela guerra e construir novas infra-estruturas económicas e sociais. Paulo Pombolo lembrou que as coisas não são feitas de um momento para outro, porque tudo requer tempo e recursos financeiros.
Engrácia Domingos, agricultora, manifestou a sua satisfação pela instalação do sistema de água na comuna, referindo que a partir de agora a população já não tem necessidade de beber água não tratada.
 “Acabou o sofrimento e estamos todos felizes. Isso é motivo de muita alegria, porque há muito esperávamos por este momento. Agora posso chegar tarde da lavra e já não me preocupo em pensar onde vou buscar água”, disse.

Ambulância para a comuna

Na deslocação à comuna de Cambamba, o Governador  Provincial do Uíge, Paulo Pombolo, entregou uma ambulância ao posto médico para a transferência de doentes em estado grave das aldeias para a sede comunal e desta para a sede municipal ou provincial. O chefe da Repartição Municipal da Saúde no Dange Quitexe, Koavota Gabriel, disse que a ambulância vai ajudar no processo de salvamento de vidas humanas, acrescentando que no passado os doentes graves eram transportados em tipóias e chegavam ao posto médico muito debilitados e, por vezes, à beira da morte.No posto médico de Cambamba trabalham cinco enfermeiros e existem serviços de pediatria, banco de urgência, maternidade, farmácia e uma enfermaria com 80 camas.  De Janeiro a Novembro deste ano, a unidade sanitária realizou 4.549 consultas e 275 partos. O governador Paulo Pombolo inaugurou uma escola com seis salas na aldeia Mbaza Mufuque, comuna de Cambamba para acolher mais de 400 crianças do ensino primário.
O novo estabelecimento escolar vai receber alunos da iniciação até à sexta classe. Diogo Domingos, em nome dos colegas, disse que as crianças de Mbaza Mufuque agradecem os esforços do Governo Provincial em proporcionar melhores condições com a construção de escolas.
Para manter o ritmo das aulas, solicitou ao Governo Provincial para rever o problema habitacional dos professores, de modo a melhorar o seu desempenho e que deixem de faltar às aulas, pois os principais prejudicados acabam por ser os alunos.

Equipamentos informáticos

Na localidade de Cambamba, o governador fez a entrega de equipamentos informáticos à Administração Comunal e também de uma moagem que vai facilitar às mulheres da aldeia transformarem o milho e a mandioca em farinha.
Também foram entregues materiais desportivos, roupa usada, chapas de zinco e bens de primeira necessidade às populações mais carenciadas.
 Paulo Pombolo prometeu resolver rapidamente o problema da falta residências dos professores. A comuna de Cambamba dista 124 quilómetros da cidade do Uíge. A população é de 8.763 habitantes e dedica-se à agricultura.

Tempo

Multimédia