Províncias

Professores dos municípios aumentam conhecimentos

Joaquim Júnior | Uíge

Professores do ensino especial colocados nos municípios do Uíge, Puri e Quimbele participaram durante dez dias, numa das escolas do I Ciclo na cidade do Uíge, numa acção de formação pedagógica.

Aumenta o número de pessoas com deficiência interessadas em aprender a ler e escrever
Fotografia: Eunice Suzana|uíge

“Os Fundamentos da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva”, “Deficiência Física Visual”, “Transtorno Intelectual”, “Alta Habilidade”, “Deficiência Auditiva”, “Tecnologias Assistidas”, “Atendimento Educativo Especializado” e “Transtorno de Conduta” foram os temas tratados na acção formativa.
O chefe do Departamento do Ensino Geral da Direcção Provincial da Educação, disse que a acção formativa era o cumprimento das orientações do Ministério da Educação destinadas a melhorar a qualidade do ensino em todos os subsistemas. A educação, lembrou, é um factor determinante para o desenvolvimento da sociedade. Enquanto processo de socialização, prosseguiu, é exercida nos diversos espaços de convívio social, seja para adequação do indivíduo à sociedade, do indivíduo ao grupo ou dos grupos à sociedade.
Dinis Maculo declarou que o ciclo de formação dirigido aos professores do ensino especial se realizou principalmente para melhorar a sua qualidade e a aprendizagem dos alunos com necessidades educativas especiais.
Os participantes pediram no comunicado a criação de condições para a construção de centros de apoio à inclusão escolar e multiplicação de professores em matéria de educação especial.
A coordenação provincial do Ensino Especial no Uíge tem o registo de 296 alunos, que frequentam aulas da 1ª à 6ª classe nos municípios de Uíge, Puri e Quimbele.

Tempo

Multimédia