Províncias

Ravina isola a localidade de Icoca

António Capitão | Quimbele

Uma ravina com cerca de trezentos metros de extensão e trinta de profundidade localizada no bairro Missão cortou a circulação de viaturas entre a vida do Quimbele e a comuna de Icoca, informou o director do Urbanismo e Construção, Seluieki Manuel.

Governador provincial do Uíge Paulo Pombolo pretende técnicos a estancarem as ravinas
Fotografia: José Bule

A gravidade da situação levou ao governador do Uíge, Paulo Pombolo, a visitar a localidade e a determinar uma intervenção imediata para estancar a erosão e evitar o isolamento total da comuna do Icoca do resto da província.
Paulo Pombolo considerou a situação “catastrófica” e lembrou que nas últimas duas décadas mais de 60 por cento da antiga vila de Quimbele foi completamente engolida pelas ravinas.
“Vamos continuar a pedir a intervenção do Ministério do Urbanismo e Construção para nos ajudar  a estancar a progressão das ravinas", disse Paulo Pombolo, defendendo o envio de técnicos para a avaliação, no terreno, dos solos e  encontrar soluções imediatas para evitar eventuais tragégias.
A situação está a criar dificuldades às populações de Quimbele e os únicos meios disponíveis pactualemnte para a circulação e transporte de bens são as motorizadas.
Com o início da segunda temporada das chuvas que se estendem até Maio do próximo ano, a ravina do bairro da Missão pode conhecer grande progressão se não houver  uma intervenção. “Devido à erosão até o novo tapete asfáltico colocado há pouco tempo na vila de Quimbele corre o risco de ser engolido”, disse o governador provincial.
O director do Urbanismo e Construção, Seluieki Manuel, disse que foram cadastradas vinte ravinas de grande dimensão que podem cortar nos próximos dias a circulação rodoviária entre várias localidades, sendo que nove precisam de uma intervenção urgente devido a gravidade dos prejuízos já causados ou que podem vir a causar.
  “Foram feitos investimentos consideráveis em infra-estruturas na província, com destaque para a reabilitação total da estrada que ­liga a cidade do Uíge ao município de Quimbele, onde uma ravina está a progredir em direcção à vila e ameaça destruir as infra-estruturas construídas nos últimos anos e se a ravina não for estancada com brevidade  as famílias ameaçadas vão ser transferidas para outros locais”.
Enquanto esteve no Quimbele, o governador provincial Paulo Pombolo avaliou, também, as  obras de  reabilitação do Centro Municipal de Saúde que, iniciadas em 2013, registam considerável atraso por incumprimento das cláusulas contratuais pelo empreiteiro.
Paulo Pombolo orientou o fim do  contrato com as Organizações Pegui e passá-lo a  outro empreiteiro,  capaz de terminar as obras com a  maior celeridade.

Tempo

Multimédia