Províncias

Ravinas ameaçam destruir residências

Valter Gomes

Três ravinas de grandes proporções estão a progredir em direcção ao Projecto Residencial  200 Fogos  e ao Hospital Municipal, no município de Quimbele, na província do Uíge, limitando a circulação rodoviária na área adjacente. 

Foi contratada uma empresa para estancar as ravinas
Fotografia: Edmundo Eucilio|Edições Novembro

Além das  ravinas, existem várias valas e fissuras em zonas habitacionais da região.
Na vila de Quimbele, as ruas não estão asfaltadas nem têm valas de drenagem, pelo que quando chove a terra é arrastada para zonas residenciais.
O Projecto Residencial 200 Fogos está localizado  cerca de dois quilómetros da sede do município com o mesmo nome. O administrador municipal, Manuel João, disse que outras  ravinas, de pequenas proporções, estão em várias artérias do município e podem causar estragos a várias infra-estruturas, caso não sejam estancadas com urgência.
O vice-governador para o Sector Técnico e Infra-estruturas, Afonso Luviluko, esteve no município para constatar o estado das ravinas, tendo garantido que o Governo da província, em colaboração com o Ministério da Construção, “está a fazer tudo para que dentro de poucos dias a situação seja resolvida”.
“Na semana passada o Governo Provincial orientou a empresa Aerovia para fazer o levantamento das obras que devem ser feitas”, disse o vice-governador para o Sector Técnico e Infra-estruturas, acrescentando que neste momento a empresa está a negociar com o Ministério da Construção a assinatura do contrato, para começar as obras na região, onde decorrem várias acções de impacto social.

Tempo

Multimédia