Províncias

Saúde no Bungo avança na luta contra a doença

Ferreira Manuel | Bungo

A intensificação das acções de combate à malária no município do Bungo, província do Uíge, que incluem a distribuição de mosquiteiros às populações locais, começa a surtir os efeitos desejados, afirmou o médico cubano Vicente Garcia, que orienta a brigada de luta anti-larval, há mais de quatro anos.

A intensificação das acções de combate à malária no município do Bungo, província do Uíge, que incluem a distribuição de mosquiteiros às populações locais, começa a surtir os efeitos desejados, afirmou o médico cubano Vicente Garcia, que orienta a brigada de luta anti-larval, há mais de quatro anos.
Em declarações ao Jornal de Angola, Vicente Garcia frisou a necessidade do envolvimento activo de todos os munícipes nas campanhas, com a observância das regras de higiene pessoal, a eliminação do lixo e a queima dos pneus inutilizáveis, que armazenam água da chuva e se tornam locais propícios para a reprodução dos mosquitos.
O chefe da repartição municipal da Saúde do Bungo, Paulo Samuel, assegurou que as sessões de sensibilização dirigidas às comunidades, em particular às mulheres grávidas e crianças menores de cinco anos, são os principais meios usados na campanha de combate ao paludismo, cujos efeitos são cada vez mais animadores.
No mês de Janeiro último, disse o responsável sanitário, registou-se 300 casos de paludismo.

Tempo

Multimédia